Sexta-feira , 18 de Outubro DE 2013

The Grand Budapest Hotel - Trailer

 

Apenas conheci Wes Anderson o ano passado, com o extraordinário Moonrise Kingdom (para mim, o segundo melhor filme do ano passado), desde então ainda não vi muitos filmes do realizador, mas pelos poucos que vi já deu para perceber um toque pessoal nos seus filmes, dificilmente se irá assistir a algo do Wes Anderson sem logo associar o filme ao realizador. Não é propriamente fácil explicar a marca registada do realizador, mas o grande destaque é esse tom de aventura e o ar caricato das suas obras, uma maneira diferente de fazer filmes e uma grande lufada de ar fresco numa altura em insistem em dizer que tudo já foi inventado, Wes Anderson é um desses grandes realizadores que insistem em provar o contrário, ano após ano.

 

Infelizmente o filme só saí em 2014, o que lhe retira da corrida aos Oscar deste ano e tendo em conta que estreia cedo no próximo ano, também dificilmente irá concorrer ao de 2014, o que fará de The Grand Budapest Hotel mais um provável excelente filme que irá passar ao lado da cerimonia mais importante do cinema, mas para falar a verdade se Moonrise Kingdom passou ao lado as hipóteses deste filme ser diferente são bem curtas.

 

Resumindo esperando desde já ansiosamente por este filme.

 

PS: Abaixo trailers de South Park e Walking Dead.

publicado por Dark-Fenix às 21:21
Domingo , 15 de Setembro DE 2013

Opinião Semanal 72 - Volta a Espanha

 

Não tive tempo de comentar o excelente desempenho de Chris Froome (e também do português Rui Costa) na volta à França em bicicleta, mas fica aqui um pequeno parabéns a Chris Horner, vencedor da volta à Espanha, mas mais que isso a demonstração de que o talento não tem idades, com 41 anos de idade deu um completo baile a todos os seus adversários de 20-30 anos. Claramente o mais forte da prova e a diferença só não foi maior porque o Nibali é forte nos contrarrelógios.

 

Antes de passar ao post, voltei a colocar o post por ordem do pior para o melhor, acabei pensando melhor e decidi voltar à maneira que melhor funcionou, lá ver como corre. Essa mudança serve para as 3 categorias do post, mas principalmente para mangas e séries, já que filmes a princípio não deve passar de 3-4 filmes por semana.

 

 

publicado por Dark-Fenix às 19:19
Terça-feira , 10 de Setembro DE 2013

Opinião Semanal 71 - The Rated R Superstar Edge

 

Começando o post com a theme song do meu wrestler favorito, Edge, que esta semana fez uma participação especial no Monday Night Raw, pena a participação não ter sido maior, mas é sempre bom revê-lo. Vou ver se consigo fazer com que o post comece a sair ao Sábado, mas provavelmente ainda demorará algumas semanas até conseguir fazê-lo. Para quem não entrou ontem no blog, abaixo tem o post sobre a toc da semana passada e tentarei lançar a desta semana o mais rápido possível, também ao longo da semana primeiras impressões de várias estreias dos últimos meses.

 

publicado por Dark-Fenix às 23:43
Terça-feira , 02 de Outubro DE 2012

Recomendação da Semana #1

 

Uma ideia que que tive há umas semanas atrás, mas que só agora tive o prazer de por em prática, neste post semanal irei recomendar 3 histórias, um manga, um filme e uma série, não será apenas histórias que estão no meu top, mas histórias desde razoáveis a rondar a perfeição, sem qualquer sequência por ranking, até porque prefiro na mesma semana dividir por bom, muito bom e excelente.

 

Nesta semana um filme que está no meu top20, um manga excelente e que a cada capítulo que passa gosto mais e uma série que mesmo que já não seja mais o que era no início ainda continua boa, retornou esta semana e me fez lembrar do porquê de tanto gostar da série.

 

Caso queiram ver logo quais os filmes e séries que considero os melhores que já vi podem ver as listas que fiz no imdb, das séries e dos filmes, vale lembrar que a lista das séries ainda está incompleta, falta colocar todos os desenhos animados e também relembrar que essas listas estão em construção e muita coisa terá de ser mudada, o caso mais em destaque é a trilogia do Batman, que quando sair na net irei rever e mudar de certeza as posições dos 3 filmes.

 

How I Met Your Mother:

 

É o típico caso de série que adoro, mas que sei claramente que não é a melhor do mundo, assisti às 7 temporadas ainda neste ano e adorei a série, desde a premissa aos personagens. Agora terei o privilégio de assistir a oitava temporada semanalmente, o que dará uma perspectiva diferente acerca da qualidade da série, algo que passa muitas das vezes sem ser notado quando se assiste em formato maratona, afinal ainda se está no hype momentâneo.

 

A história basicamente se baseia na história de um homem que está a contar aos filhos como conheceu a mãe deles, ou seja toda a história é uma espécie de flashback e essa história já dura 7 temporadas e a única coisa que se descobriu da mãe ao longo de 7 temporadas foi um guarda-chuva amarelo e que ela era colega de quarto de uma antiga namorada do protagonista e que eles estiveram perto de se encontrar por umas 4 ou 5 vezes, mas nunca se viram.

 

 

E nisso comparo How I Met Your Mother com Nisekoi, o objectivo é descobrir quem é a mãe, em Nisekoi é descobrir quem é a garota da promessa, mas tanto um como o outro o foco acaba por ser os personagens principais, o grupo. A história enrola, mas ainda continua interessante, então com isto estou a querer dizer, que tendo em conta que How I Met Your Mother já vai para a oitava temporada, Nisekoi ainda pode durar muito.

 

Apesar do objectivo principal ser descobrir quem é a mãe, uma coisa se tornou no destaque da série, a química entre os 5 protagonistas, que fazem a história ser engraçada, mesmo que ao longo dos anos tenha enrolado mais do que deveria. Independentemente da qualidade da história formou-se um grupo excelente.

 

 

Por fim, tenho de admitir How I Met Your Mother podia ser a pior coisa do mundo, mas já sentia falta de ouvir essa música irritante do início do episódio e que eu sempre acabo por cantar em todos os episódios. Vale lembrar que a actual 8ª temporada que estreou na semana passada provavelmente será a última e que adorei o primeiro episódio dessa temporada, até porque nunca se teve tão perto de descobrir quem é a mãe.

 

É uma série que recomendaria? Sim para quem não se importar de ver 8 temporadas de uma comédia boa, mas que pode se tornar repetitiva.

 

Nota: 7.5/10

 

 

Dorohedoro:

 

Já comentei um pouco sobre Dorohedoro no post Opinião Semanal, aqui vou me focar mais na parte de como gostei do manga e da minha primeira impressão e da minha opinião dele agora. Dorohedoro não é um manga fácil de gostar, principalmente para quem é fã de mangas main-stream, diga-se shounen, tudo ali é diferente, tudo é estranho e é um mundo completamente próprio.

 

A arte é algo que não me cativou à primeira, mesmo que agora a olhe como um dos pontos fortes do manga, naquela história que tanto comento de não importa desenhar bem se não se ter uma arte própria e nisso a autora de Dorohedoro se sobressaí, é impossível ler outro manga dela sem saber automaticamente que foi ela que desenhou. E isso me leva a um outro ponto, nunca pela arte do manga diria que seria uma autora a desenhar e isso torna o manga ainda mais único.

 

 

Ao tentar pensar numa comparação para fazer com Dorohedoro, para conseguir explicar o Universo do manga me lembrei das animações do Tim Burton, “O Estranho Mundo de Jack”, “A Noiva Cadáver” e o mais recente, ainda para estrear, “Frankenweenie”, todos os 3 filmes são filmes animados com um estilo sombrio, diferente de praticamente tudo o que se faz na animação, onde tudo é cheio de cores.

 

Dorohedoro segue o mesmo padrão, em vez do Universo ser a cores, como um Naruto, One Piece, tudo em Dorohedoro é escuro, e não falo obviamente por ser um manga a preto e branco. E esse é o grande ponto forte de Dorohedoro, o seu Universo único e estranho, onde apesar de tudo ser bizarro faz sentido dentro da premissa da história.

 

 

Por fim, como disse Dorohedoro não foi um manga que me agradou logo à partida, mas com a cada capítulo que passa gosto mais do manga e sem dúvida alguma hoje em dia é um dos meus mangas favoritos e uma daqueles raras histórias que chega a um ponto onde tudo parece fazer sentido, onde não parece ser o mangaka que escolhe os caminhos dos personagens, mas sim que o Universo se mexe sozinho, deixando o mangaka apenas com o papel de desenhar.

 

Recomendo este manga? Sem qualquer dúvida disso, mas de novo digo é um manga diferente do que a maioria já leu, um mundo próprio que a autora criou e que para muitos pode demorar algum tempo até gostar ou até mesmo não gostar de todo.

 

Nota: 9/10

 

 

American History X:

 

Começar por reformular algo que tinha dito na altura que comentei pela última vez sobre filmes no blog, na altura tinha dito que Old Boy era o filme nota 9 que mais perto esteve de lhe dar 10, mas entretanto acabei vendo American History X.

 

Da mesma maneira como Pulp Fiction me fez mudar de ideias em relação à Uma Thurman e ao John Travolta, Fight Club também fez olhar para o seu protagonista, Edward Norton, com outros olhos e mesmo que considere Fight Club o melhor filme que já vi e que a actuação do actor é exemplar, a verdade é que o papel do Edward Norton em American History X é o seu papel para a vida.

 

 

E é engraçado pensar que em Fight Club o actor me fez acreditar que ele era fraquinho, um exemplar homem de colarinho branco, mas já em American History X que foi feito apenas um ano antes ele consegue fazer acreditar que ele é um nazista sem coração e mais tarde também consegue passar credibilidade à sua transformação como pessoa.

 

E isso é sem dúvida o melhor do filme a transformação do personagem e como essa transformação influencia a história paralela do seu irmão, tudo simbolizado por um trabalho de casa que o irmão tem de entregar no dia seguinte. Além disso a história passa-se em uma dia e meio, com flashbacks da história do protagonista e o facto de ter como tema o nazismo só acrescenta uma carga dramática altíssima ao filme.

 

 

Ao contrário de outros filmes lendários, mas main-stream, American History X acaba por beneficiar por ser um filme com menos destaque no mercado, porque pode abordar temas mais pesados e de maneira mais pesadas sem se preocupar com a faixa etária que irá assistir ao filme, por exemplo isso é algo que, na minha opinião, faz com que Shawkshank Redemption não seja tudo isso que dizem por aí.

 

O exemplo mais que perfeito disso é o que acontece na prisão, em Shawkshank Redemption, ou em qualquer ou filme sobre prisões, acontece isso, mas é diferente acontecer com um personagem tímido ou um personagem que é líder dos nazistas do seu bairro, além disso American History X não teve censura.

 

 

Além disso o final chocante que duvido que algum filme main-stream teria coragem de fazer, porque apesar de muitos filmes terem uma carga dramática e de tudo correr mal durante todo o filme, no final acontece algo de positivo, o maior exemplo disso é provavelmente A Lista de Shindler, que logo comentarei numa futura edição.

 

Recomendo? Completamente, um dos melhores filmes que já vi na vida.

 

Nota: 9.5/10

publicado por Dark-Fenix às 19:28
Sexta-feira , 06 de Julho DE 2012

Aniversário de 2 anos

 

Antes demais escolha bem complicada para que imagem usar para abrir o post, andei à procura de imagens de feliz aniversário de vários géneros de animes/mangas/séries, a imagem para abertura quase foi do manga Azumanga Daioh, mas no final acabei encontrando essa, um dos assuntos do post será sobre protagonistas e o que melhor do que começar o post com o melhor protagonista de todos os mangas que li.

 

Há 2 anos atrás, sem nada para fazer criei o blog, numa altura em tinha acabado a escola e tinha percebido que não entraria na Universidade logo em Setembro, tinha um ano de espera sem saber o que fazer da vida, resumi muito tempo livre. De lá para cá já trabalhei, já entrei na Universidade e o blog sofreu várias mudanças, mas sempre mantive o blog e espero que se consiga continuar durar mais alguns anos.

 

Apesar do blog ter sofrido várias mudanças, uma coisa que sempre se manteve foi aquele ridículo layout, e hoje finalmente decidi mudar, mesmo que não tenha sido uma grande mudança, apenas usei um dos que já estava feito por definição do sapo blogs, já é uma mudança e acho que até ficou bem, pode ser que daqui a 2 anos mude novamente para algo melhor ou mais cedo quem sabe.

 

Nestes 2 anos já fiz praticamente 800 posts, o que surpreendentemente dá mais que 1 por dia, apesar da maioria ter sido no inicio do blog e serem posts rápidos tirados de outros sites, apenas com a minha opinião. Já vão 1446 comentários e mais de 92 mil visitas, que sempre ajudam a manter o meu interesse em continuar com o blog, e que agradeço bastante, a quem comenta ou mesmo a quem acompanha o blog e não comenta.

 

É pena não ter nenhum combo de capítulos para lançar, ultimamente não tenho estado muito motivado para editar e nesse aspecto até que foi bom a Dragon Scanlator ter pegado o projecto Haikyuu, porque dificilmente já teria chegado ao capítulo 5, de qualquer maneira até ao final do mês deve sair 3 capítulos de Shingeki no Kyojin e vou tentar trazer Ahiru no Sora, mas como sempre não prometo nada, já agora New Prince of Tennis estado atrasado porque ainda não saíram as traduções para inglês, então não dá para traduzir para português.

 

Já que estou a falar dos projectos, não vou fazer uma lista com todos os capítulos que já traduzi e editei, mas olhando no geral juntando as traduções e edições, já deve ter passado de 150 capítulos, a maioria de New Prince of Tennis, mas também alguns de Ahiru no Sora, Shingeki no Kyojin, Gin no Saji, Slam Dunk, Haikyuu, Oumagadoki Zoo e até mesmo traduzi um capítulo de Metallica Metalluca, além de alguns que não chegaram a ser lançados.

 

Quando comecei o blog disse que iria falar sobre vários assuntos, no final acabei caindo mais para animes e mangas e actualmente praticamente tudo é sobre manga, então este post vou focar um pouco em todos os principais assuntos que tinha prometido tocar e que ficaram esquecidos, começando pelo wrestling, o que menos abordei no blog.

 

Wrestling:

 

Terminando a Wrestlemania meio que a magia do wrestling se extingue, mesmo que na maioria das vezes a qualidade das histórias de Verão sejam superiores à Road to Wrestlemania, mas Wrestlemania é igual SuperBowl, Jogos Olímpicos, Campeonato Mundial ou qualquer outro grande evento desportivo. De qualquer maneira a WWE está a chegar a um marco histórico, a Raw está a chegar aos 1000 episódios, um número histórico que nenhum programa americano conseguiu e que acho que a nível global só Sazae-san tem mais episódios.

 

No dia 23 de Julho de 2012 a Raw comemora o episódio 1000 e espera-se muitas lendas do passado nesse episódio, num programa de 3 horas marcante, espero ver também Undertaker a dar as caras no episódio, já que afinal ele é o único wrestler em actividade que participou do episódio nº1, uma lenda viva que mesmo com 47 anos ainda faz o melhor combate do ano, actualmente em 20-0 na Wrestlemania, num nº que ainda deve de aumentar. Pensar em alguém que já deu mais de 1000 semanas da sua vida à WWE é algo extraordinário.

 

PS: 1000 episódios é algo extraordinário e isso ainda consegue fazer dos mais de 1700 capítulos de Kochikame algo maior ainda, são géneros diferentes, mas não deixa de passar o facto de que 1000 para Kochikame não é nada, o autor já pensa com 2000.

 

Futebol:

 

Outro assunto que nunca falei muito no blog foi futebol, até era um dos tópicos que mais fiz posts no inicio do blog, mas me apercebi que não valia muito a pena continuar, afinal quem quer saber de noticias de futebol sabe bem onde procurar. De qualquer maneira no último Domingo acabou o Campeonato Europeu de Futebol e a única coisa que falei no blog foi sobre Portugal ter passado da fase de grupos.

 

Comentando um pouco, com a má fase de Portugal antes do começo do Europeu duvidei bastante que passasse o grupo, principalmente tendo Alemanha e Holanda no grupo, duas das 3 principais candidatas ao título, a par da Espanha. Mas a verdade é que Portugal jogou muito bem e a Holanda também ajudou fazendo o seu provável pior europeu de sempre, Portugal acabou chegando às meias-finais se mostrando como uma das melhores selecções do Europeu, contrariando tudo e todos estava aí uma forte candidata ao título.

 

Mas acabamos por perder para a Espanha, num jogo bem equilibrado e que se tivesse de haver um vencedor justo teria de ser Portugal, mas os penaltys sempre foram tudo menos justos e acabaram roubando novamente o sonho de Portugal e dando a final a Espanha. Portugal não merecia ter perdido, a Espanha não merecia ter ganho, mas o contrário também poderia ser dito, seja como for, uma coisa Portugal pode-se orgulhar de ter enfrentado de igual para igual a selecção que ganhou um mundial e dois europeus seguidos, além disso acho que toda a gente que viu o europeu concorda que esse jogo deveria ter sido a final.

 

Principalmente tendo em conta que a Alemanha não chegou à final, sendo surpreendentemente eliminada pela Itália, a final ficou bem fraca, num jogo entre Espanha e Itália que só viu uma baliza como alvo, numa goleada da Espanha, numa Itália que quis fazer o que Portugal fez no jogo anterior, mas nem chegou perto de o conseguir. Resumindo o Europeu, Portugal foi a maior surpresa e pode muito bem ser um forte candidato a levantar o troféu de Campeão do Mundo no Brasil, a Alemanha mesmo sendo uma selecção extraordinária volta a falhar no momento decisivo e uma Espanha que joga um futebol praticamente perfeito e não me surpreenderia se voltasse a reerguer o troféu daqui a 2 anos.

 

Livros:

 

Sobre livros, sem muito a dizer, apenas o assunto de sempre Game of Thrones e vou ver se nestas férias compro o último livro da quadrologia do Eragon, já fiz o download do livro, mas livros dão mais jeito ler na mão. Voltando a Game of Thrones, depois de ler a Dança dos Dragões estou na mesma situação de milhares de outros leitores, a espera interminável pelo novo livro, só esperando que este não demore tanto quando os 2 anteriores. Essa espera entre livros levou alguns fãs a fazerem essa incrível música que representa na perfeição a tortura que é esperar pela nova dose de Game of Thrones.

 

 

“The Winter is Comming”, uma frase que os leitores de Game of Thrones ouvem há uns 17 anos e que espero que não seja preciso chegar aos 20 para poder finalmente ver chegar o Inverno a Westeros. Mas seja como for, leve o tempo que levar, quando o Martin decidir lançar o sexto livro vai ser épico.

 

Antes de passar aos filmes, para quem ainda não conhece Game of Thrones vou deixar aqui a frase que, na minha opinião, melhor resume a história: “No jogo dos tronos ou ganhas ou morres, se tiveres sorte”.

 

Filmes:

 

Nos últimos meses não vi praticamente nenhum filme, antigamente devorava 2 ou 3 filmes por dia nas férias, actualmente meio que me afastei desse vício, preferindo séries ou mangas, ou seja actualmente prefiro uma história mais longa do que apenas uma de 2 horas. Recentemente só vi American Pie Reunion, o filme esteve longe de ser o melhor da série, mas mesmo assim bateu a nostalgia revendo os personagens originais de American Pie, recomendo para quem cresceu assistindo American Pie.

 

Vi também 21Jump Street e o segundo filme de Sherlock Holmes, nenhum dos dois filmes é nada de genial, mas são excelentes para passar o tempo, um de comédia e o outro é o Sherlock Holmes. Ainda à espera que saía Vingadores com boa qualidade e à espera de Dezembro e do Hobbit, que se estiver ao nível da trilogia do Senhor dos Anéis vai ser o filme do ano.

 

Provavelmente estou-me a esquecer de algum filme interessante que quero ver, mas o grande problema dos filmes é que saem um monte de trailers que deixam os fãs interessados em assistir o filme, mas por levar tanto tempo a sair o filme meio que se esquece que se queria assistir, além disso muitas das vezes não saem logo na internet e quando saem já não tem a mesma piada ver, por isso muitas vezes acabo não vendo aquele filme que tinha ficado super empolgado para ver 6 meses antes.

 

Séries:

 

E antes de passar aos animes e mangas falta só as séries, o tema do qual tenho mais que falar, começo logo por Game of Thrones e a sua segunda temporada, que apesar do óptimo final, teve um começo bem fraquinho, houve vários factores que levaram a segunda temporada de Game of Thrones ser mais fraca que a primeira, desde de cenas de sexo desnecessárias a muitos personagens apresentados em pouco tempo. Mesmo com uma temporada mais fraca do que se esperaria isso não tira qualquer qualidade da série.

 

O segundo livro de Game of Thrones é claramente do Tyrion, mas a segunda temporada esteve mais para temporada do Theon ou da Arya. Seja como for, toda a baixa qualidade da temporada fica de lado com o nascimento da sombra, a cena mais bizarra já feita para a televisão, e pelos incríveis episódios 9 e 10. O nascimento do filho de Melissandre era uma das coisas que mais queria ver na televisão, porque ao ler o livro não consegui imaginar nada relacionada a essa cena e na televisão não podia ser melhor, ao mesmo tempo bizarro e brilhante, sem dúvida uma das melhores cenas já elaboradas para a televisão.

 

O episódio 9 é simplesmente perfeito, ou não fosse ele escrito pelo autor dos livros, ou seja ele sabia na perfeição o que tinha de ser focado e o que não precisava de tanto foco, a batalha foi provavelmente a melhor coisa que já passou na televisão e dá uma completa lição de como com baixo orçamento fazer algo gigantesco, enquanto outros shows com milhões e mais milhões apresentam uma qualidade duvidosa, Game of Thrones apresenta uma batalha excelente que dá inveja a muito filme de alto orçamento.

 

 

Apesar de nesse episódio o Tyrion ser o maior destaque, já que está no pelotão, a Cersei não lhe ficou muito atrás, seja nas conversas com a Sansa ou no final no trono com o filho, Lena Hadley mostrou porque é uma óptima actriz e que mesmo não sendo a Cersei dos livros, não deixa de ser uma excelente Cersei. E já que estou a falar dos Lannisters ao ver a segunda temporada tive uma certeza, apesar de eles serem tecnicamente os vilões também são a família com mais destaque na história e isso ainda ficará mais claro na próxima temporada, quando o Jaime ganhar bastante destaque.

 

O episódio 10 fecha as histórias para a terceira temporada, e com uma conclusão épica, os zumbis invadiram de vez Westeros, fiquei bem surpreso com a maneira como eles foram inseridos na série, já que no livro é de forma diferente, mesmo assim excelente e dificilmente poderia ficar melhor a transformação dos White Walkers. Agora resta esperar pela terceira temporada, que deverá ser desenvolvida de uma melhor forma já que vão dividir o terceiro livro em duas temporadas, daqui a 1 ano, quem não leu os livros terá uma das maiores surpresas, o Casamento Vermelho.

 

Ainda sobre Thrones, li por aí que a actriz, Charlize Theron, estaria interessada em ter um papel em Game of Thrones, pena que a maioria dos papéis importantes já foram entregues, porque seria excelente vê-la em Game of Thrones, beleza e talento numa mulher só, algo raro de encontrar. Será que ela ainda participará da série, bem que o Martin podia criar uma personagem épica no sexto livro que encaixa-se na actriz.

 

Além de Game of Thrones gostaria de comentar sobre outras séries, mas isso faria de certeza que este post fosse metade sobre séries, então logo saí noutro post. De qualquer maneira segue uma lista de séries que recomendo, Friday Nights Light, Firefly, Battlestar Galactica, Breaking Bad, Arrested Development, Luck, Girls, Veep, The Newsroom, Homeland e vou ficar por aí que já são muitas séries de qualidade.

 

Animes:

 

Não tenho visto muitos animes, na última temporada tinha pego para ver Medaka, Kuroko e Uchuu Kyodai, e da temporada anterior tinha continuado com Area no Kishi, mas por causa do site que faço o download ter tido problemas meio que estou atrasado nesses 4 animes, nesta temporada provavelmente só irei acompanhar Binbougami ga, apenas por curiosidade do manga sair na Square e devo deixar Medaka Box de lado.

 

Além desses animes de temporada, os únicos longos que ainda acompanhava era Hunter x Hunter e One Piece, Hunter x Hunter tenho de fazer maratona para voltar a estar em dia, já One Piece decidi voltar só a ver quando terminar a saga da ilha dos tritões.

 

 

Para finalizar Jojo Bizarre Adventures é um dos melhores mangas já publicados, mas mesmo com toda a sua enorme popularidade nunca teve um anime, acho que o autor nunca aprovou um anime, mas na comemoração dos 25 anos do manga, finalmente foi anunciado o anime de Jojo, agora resta esperar para saber como e o quê será animado, já que Jojo tem mais de 100 volumes.

 

Mangas:

 

Não há muito o que acrescentar ao que comento todas as semanas, apenas duas coisas, primeiro uma pesquisa bem interessante, um apanhado geral sobre manga no Japão, tirando as perguntas e as respostas de sempre, tem factos curiosos e bem diferentes do público deste lado do mundo, pesquisa dividida em duas partes, aqui e aqui.

 

O que mais me interessou foi ver que os japoneses preferem ler mangas em papel que pela internet e que pelo que deu para perceber também a maioria prefere ler os volumes já encadernados do que comprar revista a revista para ler capítulo a capítulo.

 

O outro assunto que me interessou foi os géneros favoritos dos japoneses, ao contrário do público ocidental, os japoneses adoram mangas de desporto, não só adoram como é o género favorito dos homens, outro género que a maioria despreza deste lado do mundo, os gag mangas, são adorados pelos japoneses ficando em terceiro nos homens e nas mulheres. O resto é na sua maioria curiosidades e coisas que já se sabem, como One Piece sendo o manga mais popular.

 

A segunda coisa que queria comentar é sobre uma pesquisa de popularidade que vi recentemente na comunidade orkut, Shonen Jump – Table of Contest, juntando 64 protagonistas da Jump, o Luffy acabou sendo o vencedor, esperava um final menos óbvio, mas enfim. Usando como inspiração essa lista decidi fazer a minha própria lista, obviamente deixei de lado alguns dos 64, tirando os mangas que nunca li e os que pouco apareceram para poder rankealos direito sobraram 48 protagonistas.

 

Mas vou só revelar o meu top48 amanhã, num post separado, pelo mesmo motivo das séries, para isto não ficar maior do que deve.

publicado por Dark-Fenix às 22:25
Terça-feira , 22 de Março DE 2011

Funeral à Chuva

 

Desta vez não é sobre animes, nem mangas, mas sim sobre filmes, o melhor que vi nos últimos tempos e o melhor filme Português que já vi. O filme estreou em Junho do ano passado, mas apenas o vi esta semana, o que torna isto meio ridículo, já que um filme português tão bom passar completamente despercebido, mas quando fui procurar uma imagem para abrir o post descobri o porquê de ter passado completamente despercebido para os portugueses.

 

O motivo é que o filme foi feito supostamente sem gastar um cêntimo, claro que isso é impossível. Explicando, todos os gastos só seriam pagos depois de que o filme começasse a render, até lá os actores e todos os outros envolvidos não recebiam nada, claro que para isso o filme não seria algo com efeitos especiais e nada do tipo, o filme saiu algo bem simples, mas ao mesmo tempo complexo, mas já falo a seguir da história.

 

Antes de o realizador, Telmo Martins, ter essa ideia todo o seu roteiro já tinha sido recusado por algumas editoras portuguesas relacionadas a filmes, diga-se de passagem acho que é por isso que saiu um filme bom, porque até esta semana nunca tinha visto um filme português bom, melhor dizendo nem razoável, porque filmes portugueses tem apenas dois temas, ou filmes adaptados de livros clássicos, daqueles que só interessam aos professores de português, ou filmes que tentam vender por ter mulheres bonitas despidas no filme ao invés de uma boa história. O filme teve apenas 30 participantes, por participantes inclui-se os actores, realizadores e mais alguns técnicos, ou que só mostra que filmes com baixo recurso podem muito bem ser melhores que filmes com altos recursos.

 

Resumindo, o filme conta a história de 7 amigos da altura da universidade que com o passar do tempo foram perdendo o contacto, mas que passados anos se voltaram a encontrar, mas por um factor negativo, a morte de um deles, que tinha como sonho que eles se reencontrassem novamente, por isso todos se reuniram na noite anterior para relembrar os velhos tempos e no dia seguinte irem ao funeral. Para além deles os 7, há mais um oitavo personagem, que é gay e namora com um deles, esse personagem serve para fazer a ligação entre quem assiste o filme e a história deles, afinal alguém tem de perguntar, para a história fluir.

 

O filme se passa apenas em um dia, sendo a maioria do filme na noite em que eles relembram o passado. O filme não tem muita acção, se passa na maioria durante um jantar no qual eles relembram os bons tempos da universidade, onde se fica a saber sobre as mudanças de personalidade, os seus futuros e que eles eram uma espécie de Friends ou Big Bang Theory, dois apartamentos lado a lado em que estavam sempre abertos para os vizinhos, eles eram divididos em 4 rapazes num dos apartamentos e no outro duas raparigas e o irmão de uma delas. Isso é a história do filme não passa mais do que apenas de uma conversa de amigos sobre o passado e o presente e como lidam com a morte de um de seus amigos de universidade.

 

Este filme faz lembrar, apesar de não ter nada a ver, 127 horas, um filme de 1 hora e meia que praticamente tem apenas um personagem e nunca mudam de cena e mesmo assim o filme nunca chega a ser secante. Isso é o mesmo com Funeral à Chuva, tem mais personagens, mas mesmo assim é um filme que se não for bem dirigido é secante de certeza, mas Funeral à Chuva não chega a ser secante, apesar de ter tudo para o ser.

 

Sem querer dar spoilers, mas falando a minha parte favorita do filme. A melhor parte é sem dúvida a parte a seguir ao jantar, onde eles vão para o parque e se encontram com alguns alunos da universidade. Fiquem com o trailer para perceberem melhor o filme:

 

 

PS: Aproveitando para recomendar outros filmes, 127 horas, black Swan(não esperava um filme tão bom com um tema tão chato), King Speech(mais uma grande surpresa, apesar de meio secante em algumas partes), Viagens de Gulliver, Step Up3d, Turista e Unstoppable, estes são os mais recentes que vi, alguns nem tão recentes, que me lembro. Não tenho visto muitos filmes ultimamente e os a maioria dos que vi ou foi decepção ou nada de especial.

Tags:
publicado por Dark-Fenix às 18:02
Quarta-feira , 23 de Fevereiro DE 2011

Temporada de Abril

 

Esta temporada está cheia de estreias, a mais importante sem dúvida alguma é Toriko, que vai substituir Dragon Ball Kai, que afinal vai apenas até à saga do Cell, ao contrário do que tinham dito no inicio de ser todo o Dragon Ball Z, o que pode ter acontecido por duas razões, ou não conseguiram reduzir os episódios das 3 sagas para 100 episódios ou a audiência não agradou aos fãs, audiência essa que estava a diminuir nos últimos tempos e se não fosse por One Piece provavelmente estaria mais baixa.

 

Toriko só não estreou antes porque queriam fazer a tal parceria com One Piece, mas no momento estava Dragon Ball, por isso o tão tardio anime. Toriko tem como tema comida, no mundo de Toriko, a comida está no centro e com isso existem os caçadores que caçam os animais para depois servir nos restaurantes e é essa a profissão do personagem principal, Toriko, que logo de início é um dos 4 mais fortes bishoukais (acho que é assim que se escreve). Toriko além da comida tem uma legião de monstros estranhos, cada um pior que o outro (no bom sentido).

 

Toriko já praticamente retirou o terceiro lugar a Bleach e o anime só vai confirmar isso, logo é a aposta da Jump para quando Naruto terminar ocupar o segundo lugar na Jump, por isso a forte parceria com One Piece, que até vão ter um filme juntos.

 

http://www.japanator.com/elephant/ul/17035-620x-Clipboard01.jpg

 

Da Jump também temos a volta de Gintama, a melhor comédia dos últimos tempos. Também da Jump a estreia de Sket Dance, este é uma história escolar, pouco mais sei sobre o manga e quando soube que ia estrear decidi esperar para ver o anime. Há também a estreia de mais uma temporada de RIng ni Kakero, o primeiro manga do autor de Cavaleiros do Zodíaco, ao longo dos tempos tem saído várias temporadas, mas nenhum com muito destaque.

 

Esta temporada também tem a estreia de um anime para adultos e idosos, Showa Monogatari, que deve retratar o quotidiano de uma família tradicional japonesa. Desta temporada vou dar um hipótese a Deadman Wonderland, que já ouvi falar bem. Um dos primeiros animes que vi Kampfer vai estrear a segunda temporada, vou ver o primeiro episódio e se não gostar deixo da mão, porque a primeira temporada não é nada de especial.

 

X-men, que segue com a saga de histórias da Marvel adaptadas para anime, depois de Iron Men e Wolverine, e com isso o personagem Wolverine vai aparecer em mais 12 episódios. Ao no Exorcist, um manga publicado na Jump Square também vai ter anime, a história é sobre o filho de Satan, sim mais um, mas este menos cómico que Beelzebub, o filho de satan também não é totalmente demónio, tendo parte humana, ele acaba por ir para uma escola de exorcistista, ou seja os que matam os demónios. Para o fim o novo de Yu-Gi-Oh.

 

https://1.bp.blogspot.com/_ET9zSagCKkk/TIwTXQDZ8JI/AAAAAAAAAIs/PT-Rj4a_D5I/s1600/air-gear-ova-500x395.jpg

 

Especiais e Filmes:

Queen’s Blade, o echi mais hentai que existe, High School of Dead, o echi escolar de zumbis, Fairy Tail e Air Gear vão ter especiais lançados durante esta temporada. Já em filmes os do costume de Dectetive Conan e Doraemon, animes que têm filmes todos os anos. Há também um filme do anime de sucesso para raparigas, Precure. E mais um filme para um dos maiores clássicos dos animes japoneses Ghost in the Shell.

 

Para o fim o filme de One Piece e Toriko, como tinha dito acima, eles iriam estrear juntos. Os filmes não serão juntos, mas sim dois filmes que serão exibidos na mesma secção, ou seja, em vez de um filme de duas horas, serão dois de uma, um logo seguido do outro e não dá para comprar apenas um bilhete. O que é uma boa técnica de marketing para Toriko, já que todos os filmes de One Piece tem uma excelente audiência.

 

Link: Temporada de Abril

 

publicado por Dark-Fenix às 16:20
Quinta-feira , 17 de Fevereiro DE 2011

Novo Filme de Dragon Ball

 

Vai sair um novo live-action de Dragon Ball, mas antes de soltar as pedras, parece que este vai sair mais decentemente, que o Evolution. Podem encontrar as informações no site IMBD, que ainda não tem muita coisa, apenas o nome do realizador, do personagem principal e do roteirista.

 

O projecto também mudou de mãos, agora não é a Fox, mas a Paramount Pictures, que já trabalhou com as adaptações de Homem de Ferro e de Capitão América, que ainda vai sair. O filme tem data prevista para 2012.

 

É esperar para que não saia algo parecido com Dragon Ball Evolution, que só estragou a história. Fica a dúvida se farão de novo a fase clássica, se irão logo a gravar a parte Z ou uma história original.

publicado por Dark-Fenix às 16:46
Quarta-feira , 24 de Novembro DE 2010

Os 10 Melhores filmes de terror de todos os tempos

O jornal inglês The Guardian, publicou uma lista bem interessante sobre os melhores filmes de terror da história do cinema. Veja no TV Lista 10 dessa semana os dez melhores do gênero.

 

 

 

 

Fonte: Lista10

Tags: ,
publicado por Dark-Fenix às 19:18

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

  • Karigurashi No Arrietty.
  • O Dark conheceu a vida na faculdade, o League of L...
  • Você escreve bem.Uma pergunta, de qual animação ja...
  • ALL FREE ANIME FOR YOU at http://www.anime4you.com...
  • Também estão disponíveis à venda nas lojas FNAC, B...
  • A Devir começou a traduzir mangás em português. Es...
  • Tb acho que o telefonema de walt a skyler não tem ...
  • Aceitas parceria? Já adicionei o teu banner. O lin...
  • Bom dia,vi que seu site oferece arquivos para baix...
  • Me pergunto se o Dark passa alguma vez por aqui ne...

mais comentados

Tags