Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dark-Fenix

Dark-Fenix

25
Jun12

Opinião Semanal #29&30 Parte 1

Dark-Fenix

 

Desculpem não ter havido o post na semana passada, de qualquer maneira com isso uma semana recheada de capítulos, dividi o post em dois, não só por ser grande, mas também porque ainda me falta escrever sobre 5 mangas. Comentário rápido, os mangas que desiludem sempre continuam a desiludir, jutando a eles dois capítulos fracos de Bleach e um começo de Sensei no Bulge que não é tão bom como se esperaria.

 

15ºFairy Tail 287-288:

 

No capítulo 287 aconteceu o que tinha previsto, o Luxus lutou sozinho contra a Raven Tail, a até agora melhor equipa do Torneio, e ganhou. Em mais um dos exageros do Mashima, sem muito o que dizer, é basicamente o mesmo que comentei sobre a Erza há pouco tempo atrás, adicionando que me vez de serem 100 monstros random são 5 membros de uma das guildas mais fortes de Fiore, mas faz todo sentido um personagem ser mais forte que uma das guildas mais forte.

 

No 288, uma luta de fofura, entre duas magas que usam magia do vento, a DragonSlayer e a GodSlayer, mostrando mais uma vez que este manga se perdeu faz tempo, a Wendy usou o seu poder total e nem afectou a Chelia, que do nada passa de uma personagem que caí na sua entrada para o ringue para uma das personagens mais fortes do torneio. Para ficar melhor ainda, o Gerard anda meio à toa sem saber o que fazer da vida.

 

 

14ºMágico 57-58:

 

Antes de mais se fosse pela página colorida, Mágico teria muito melhor rankeado, mas como uma página colorida deve ser avaliada como extra e não como qualidade do capítulo, não chega para mudar de ideias.

 

Posso soar a repetitivo, mas essa é a verdade, Mágico já está a fazer horas extras na Jump, o mangaka sempre teve ideias engraçadas, mas em nenhum arco conseguiu faze-las funcionar do inicio ao fim, acho que a única excepção é aquele mini-arco entre o arco de batalha e da casa mágica, excepção exactamente por ser um mini-arco onde o autor não teve tempo para falhar e mesmo assim não foi nada de genial.

 

 

Mas sobre o actual arco, gostei da ideia das caixas e estava interessado no que estava a acontecer com a Anise, mas o que o autor faz? Na questão das caixas cria um mundo sem pés nem cabeça, o que até podia ser bom, mas não é, sobre a Anise transforma-a numa humana e para variar, bem dotada.

 

Resumindo o manga neste momento, na verdade na sua maioria, se baseia em fanservice e em lutas sem pé na cabeça. Sendo injusto ou não, a verdade é que o manga já perdeu completamente o interesse e o seu cancelamento quase certo nas próximas semanas reflecte bem e justamente isso.

 

 

13ºNaruto 590:

 

Já nem me lembro de quantos capítulos se passaram desde o final da luta entre o Sasuke e o Itachi, mas pelos 100 são de certeza, isto para dizer que este capítulo foi bom, só me faz lembrar é que vem bem atrasado, esse deveria ter sido o final do confronto entre os irmãos. Seria perfeito ver o Sasuke cumprir o seu objectivo, dar o golpe final no irmão e nos últimos momentos o Itachi contar toda a verdade, seria um balde de água fria no Sasuke, claro que ele não iria acreditar logo, mas depois ele viria a descobrir a verdade e acabaria por perceber os motivos do Itachi.

 

Mas a maneira como o Kishimoto fez foi precisamente o contrário, o Tobi foi quem contou o segredo e contou à sua maneira, da maneira como o Tobi queria que o Sasuke ouvisse e agora meio que o Kishimoto veio atrás do prejuízo, com algo ridículo como o Sasuke dizer que independentemente do que o Itachi fez e pensa ele irá atacar Konoha. Resumindo, igual a toda esta saga, o grande defeito foi deixar assuntos importantes nas mãos de zumbis e o pior é que provavelmente o assunto entre os irmãos Uchihas foi o único que foi iniciado e concluído.

 

De qualquer maneira, o que não falta no manga são más decisões do Kishimoto, por exemplo esse flashback, a cada vez que é mostrado algo novo em torno dessa história mais tenho a certeza que haveriam muito mais hipóteses do que o Itachi matar todo o clã, nem que seja pelo facto de que praticamente todos os personagens envolvidos já sabiam o que ia acontecer, de qualquer maneira o flashback valeu por relembrar os bons tempos do manga, tempos onde o Sasuke era um dos melhores personagens do manga, pena que nem tudo correu como devia.

 

Para finalizar não foi um mau capítulo, não serve para limpar a má imagem que o Itachi deixou nos últimos capítulos, mas chega para manter o Itachi como o melhor personagem do manga. Agora é esperar para que não aja mais intromissões e que o Kishimoto passe logo para Naruto vs Tobi, e que esse seja o tal clímax que ele falou na entrevista e acima disso que esse clímax que ele mencionou não seja apenas o clímax da saga, mas o clímax do manga e por consequência o final do manga.

 

 

12ºBleach 496-497:

 

Antes demais Bleach está quase no capítulo 500 e com o andar da carroagem não espero algo grandioso para esse marco histórico, na verdade até imagino o que provavelmente irá acontecer e não gosto muito do que imagino, ou seja Ichigo chegando para salvar a Soul Sociaty no capítulo 500, mas já falo abaixo sobre o Ichigo.

 

O capítulo 496 resume-se a duas coisas, os quincys conseguem roubar as bankais e um Byakuya que entrou cheio de si e acabou fracassando como se fosse um novato, os outros 3 capitães até entendo, mas esperava mais maturidade do Byakuya, está certo que comparado com os capitães veteranos ele ainda é um novato, mas não o vejo no mesmo grupo da desgraça do Komamura que não serve para nada, da Soi Fon e do Hitsugaya. De resto é isso, Bleach nos últimos capítulos tem vivido desses cliffhangers que parecem mais do que na verdade são.

 

 

No 497 foi ver as reacções perante essa notícia de que os quincys roubam as bankais, com os capitães mais experientes a tentar encontrar soluções. No geral é isso, acho que o Kubo não está a fazer a melhor escolha a criar esse inicio de guerra com um desnível tão grande entre os dois lados, obviamente que mais cedo ou mais tarde deve, ou pelo menos deveria, nivelar os dois lados, mas por agora isso é uma falha.

 

Por fim, o Kubo já começa cometendo o maior erro, até agora, desta guerra, criar uma crise monstruosa e o único que pode salvar o mundo é o protagonista, nunca gostei muito disso numa história, principalmente quando se percebe que, mesmo que o autor arranje um motivo, o único motivo para os quincys não conseguirem absorver a bankai do Ichigo é por ele ser o protagonista. Esperar para ver como o autor irá desenvolver a história, mas sem dúvida não fiquei muito confiante depois de ler estes dois capítulos.

 

PS: Saga perfeita para o Zaraki ter destaque, agora resta saber se o Kubo vai dar o destaque merecido para o personagem que está no nível de capitão, mas não tem bankai, ou seja o rival perfeito para os quincys.

 

 

11ºKurogane 32:

 

Vou começar com dois elogios, primeiro gostei da ideia da borboleta no inicio do capítulo, apesar de que acho que tendo em conta que estamos a falar de Kurogane, esses momentos são iguais ao que o Kubo faz em Bleach, usar essas cenas intelectuais para tentar vender o manga como uma coisa que está longe de ser, de qualquer maneira foi uma boa ideia a borboleta.

 

Segundo, não sei se cheguei a comentar aqui, mas uma coisa que se deve fazer bem no manga de desporto é, mesmo sendo realista, conseguir fazer movimentos bem ao estilo shounen de batalha, ou seja como o autor fez na última página do capítulo, usar uma ataque realista, mas usar feitos como se estivessem a lutar com espadas de fogo ou algo do género.

 

 

Acho que este mangaka tem as ideias todas trocadas, primeiro critica o rock, apesar de que já entendi a lógica dele, pelo menos espero que tenha sido essa a sua lógica, e agora coloca as garotas que normalmente só estão no manga para gritar o nome do protagonista ou do personagem mais bonito, a dizer que uma batalha parada parece uma luta de verdade. Até faz sentido o autor não querer seguir o cliché, mas há clichés e clichés e soa ridículo quando na mesma história tem uma personagem como a Shiratori, que não serve para nada além do fanservice e gritar o nome do protagonista e tentar dar uma de feminista.

 

Sobre o capítulo não tenho muito a dizer, já que o que tenho a dizer tem a ver com o 33, onde será dito o resultado da luta, de qualquer maneira mantenho o que tenho dito, o Kurogane está extremamente arrogante e isso é mau para o manga e tendo em conta os resultados não percebi qual a lógica de evoluir com o torneio que era o objectivo inicial.

 

Espero sinceramente que Kurogane se recupere no próximo arco, nem que seja pelo facto que parece que o manga vai sobreviver mais do era esperado.

 

 

10ºAo no Exorcist 36:

 

No geral foi um bom capítulo, quase que resolveu os problemas entre os irmãos e teve a participação especial da Laboon, o único problema é que um arco que deveria ser de transição e de apenas um capítulo vai ter pelo menos 3. E sem muito mais o que dizer que isso.

 

 

9ºSensei no Bulge 2-3:

 

Todas as dúvidas que tinha no primeiro capítulo se vieram a confirmar nestes dois capítulos, principalmente no segundo. A principal crítica que tenho é a mesma que tenho a Mágico e Nisekoi, qualquer história tem de saber balancear momentos rápidos de momentos lentos, mas Mágico, Nisekoi e Sensei no Bulge ligam os motores e não travam em momento algum. Só aqui um aparte ainda não li os capítulos mais recentes de Nisekoi, mas parece que o autor desacelerou um pouco.

 

Por exemplo One Piece também tem muito isso, acção a todo o gás, principalmente quando os mugiwaras estão reunidos, mas o Oda sabe bem trabalhar isso, sim tem de vez enquanto as suas falhas, como na actual saga, mas no geral sabe balancear bem. Já Mágico e Sensei no Bulge é rara a página onde não aparece um personagem a gritar, a fazer caras bizarras ou a chorar.

 

 

Outra coisa que pessoalmente não gostei muito foi ver o protagonista como príncipe, no primeiro capítulo fiquei em dúvida, já nestes dois tenho a certeza, seria melhor ter deixado de lado o título de príncipe, porque meio que limita o personagem, além de que parece meio forçado uma pessoa simples se tornar príncipe do nada e ganhar poderes por isso, preferia algo mais com a ideia que tirei ao ver a raw do one shot, um viajante no espaço que se viria a tornar num herói intergaláctico.

 

No geral são essas duas coisas que mais me incomodaram em Sensei no Bulge, não são as únicas, mas as principais. E voltando a tocar no assunto de manga de ritmo rápido, isso era algo que funcionava em Oumagadoki Zoo, trabalho anterior do autor, já que o manga era mais virado para a comédia e fazia sentido tudo ser uma confusão no zoológico onde os animais se transformavam em humanos, já Sensei no Bulge esperava algo mais balanceado, mais aventura e menos barulho.

 

 

Mas não são só críticas, gostei de ver o assunto do Astro não ser o príncipe arrumado logo no segundo capítulo e o terceiro capítulo foi o que se esperaria para primeira aventura/missão do protagonista, capítulo simples, mas que mostra o que esperar do manga.

 

Concluindo Sensei no Bulge não é mau, mas está longe de tudo o que a Jump diz que é, tem muito potencial e ainda está no começo, todo um caminho pela frente e provavelmente muitas oportunidades por parte da Jump, agora resta esperar para ver se o autor irá aproveitar.

 

 

Ranking:

9ºSensei no Bulge
10ºAo no Exorcist
11ºKurogane
12ºBleach
13ºNaruto
14ºMágico
15ºFairy Tail

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Dark-Fenix 26.06.2012

    Pensando bem realmente estava na cara que ela iria-se tornar numa humana, afinal até a Luu se tornou numa mulher mais velha, porque não uma gata se tornar numa mulher. De qualquer maneira, seja qual for a história por detrás da Anise acho que ficaria bem mais interessante se ela continuasse como gata que como humana, como humana é apenas mais uma personagem, já como gata parece ter mais personalidade.

    A minha definição de atrapalhar uma história é bem diferente, quando digo atrapalhar não digo só mudar a história ou ter conseqüências para o manga, porque se for só isso, tirando aqueles animes sem sentido que estreiam a cada 3 meses, não me lembro de fanservice que influencie a história. Quando digo atrapalhar, falo mesmo de chatear quando estou a ler o capítulo ou simplesmente cenas desnecessárias.

    Pegando por exemplo as páginas 2-5 do capítulo 58, são pratos cheios para os típicos otakus japoneses, que fique claro estou a falar daqueles otakus que aparecem em Bakuman, eles adoram isso, eu acho desnecessário e uma má imagem para o manga onde a sua personagem principal feminina não tem qualquer personalidade.

    Outro exemplo, a personagem que é apresentada no final do capítulo 57, usando a frase com que vou abrir o comentário de Gin no Saji no post que sairá amanhã: "É sempre bom ver um manga shonen onde o autor, no caso autora, cria personagens femininas interessantes sem que os seus peitos sejam maior que a cabeça."

    Resumindo uma ou outra personagem avantajada ou bem dotada num manga tudo bem, desde que tenha uma personalidade a acompanhar os peitos, agora toda a santa personagem de um manga servir em primeiro plano para angariar fãs e não tem a mínima personalidade, não obrigado, para isso que servem os filmes porn ou hentai.

    Gostava que com essas palavras do Itachi, o Sasuke mudasse de atitude, mas aí não faria sentido, o que quer dizer que mais uma vez o Kishimoto tem duas saídas e nenhuma delas é correcta.

    Não ficaria surpreso se os quincys que roubaram as zanpakutous as pudessem utilizar, mas aí já seria exagerar demais.

    Eu sei que vai ser explicado depois, mas seja qual for a explicação, o motivo principal vai ser sempre porque ele é o protagonista, as explicações são apenas algo que o Kubo irá inventar para fazer o protagonista o unico.

    Nem elogiei o capítulo de Kurogane, mas sim alguns aspectos deste capítulo, um deles é um elogio à obra em si e o outro a uma borboleta, achei o capítulo normal a cair para mau pelo resultado do capítulo seguinte.

    O problema é que eu fui ler o segundo capítulo com pensamento positivo, mas ao longo da leitura o meu interesse pelo capítulo caiu a pique, com as unicas coisas interessantes serem não enrolarem muito com o Astro não ser o principie e a página onde aparece o design de vários aliens. Com esses aliens sendo no momento a minha grande aposta como maior qualidade do manga.

    Sim a arte tem a ver com isso.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2012
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2011
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2010
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub