Opinião Semanal #2

Uma semana como vários candidatos ao último lugar, mais precisamente 4, mas entre eles há um que se destaca a olhos vistos, Fairy Tail, que nesta semana conseguiu se superar. Voltei a rankear Naruto, para nenhum fã ficar ofendido e também para não ficar estranho ali no meio dos outros mangas, vou tentar não criticar todos os erros do manga. Bastantes ausências, Mágico, Harisugawa e Kurogane. Ao no Exorcist volta e finalmente um certo manga chega ao primeiro lugar, apesar de que acho que já teve pelo menos uma vez, logo no inicio. Sem imagens por hoje, amanhã logo edito o post.

 

12ºFairy Tail:

 

Este capítulo de Fairy Tail fez-me esquecer as inconsistências de Dragon Ball, de Naruto e de Bleach, porque ao pé do que aconteceu neste capítulo de Fairy Tail, as inconsistências dos 3 mangas anteriores não são nada.

 

Recapitulando, o autor faz o momento épico, com toda a guilda a ser supostamente morta pelo dragão negro, mas toda a gente sabia que eles realmente não tinham morrido, mas esperava-se uma mudança de visual, mas não voltam igual a 7 anos atrás. Depois vem a história de que agora o Natsu e até a Erza perdem para os mais fracos membros da guilda de 7 anos atrás, com essa mesma notícia, vem a história do torneio, que se realiza todos os anos para saber a guilda mais forte, com isso começa o treinamento para se tornarem mais fortes em 3 meses, tentando conseguir recuperar em 3 meses o que perderam em 7 anos (que na verdade não perderam já que continuam na mesma), no meio do treino existe a ida ao mundo dos espíritos, que faz com que passe 3 meses num único dia, e agora estando muito mais fracos que os seus adversários, esbarram nos antigos vilões que se tornaram bons, que sem pedir nada em troca lhes dizem que tem um poder que lhes dá um incrível aumento de poder, mas que vai doer, a sério onde é que há lógica nisso?

 

 

Fazendo uma comparação com One Piece, é ridículo pensar no que o Zoro passou para salvar a sua tripulação do Kuma em Thriller Bark, quando por menos de 1 décimo da dor poderia ter um acréscimo de poder capaz de derrotar o Kuma, obviamente são Universos diferentes, mas quando a Urtear mostrou o seu poder me fez lembrar automaticamente do Zoro e Kuma.

 

E pronto tirando isso é complicado falar acerca do capítulo, porque por mais que queira tirar algo de bom do capítulo, a única coisa que me salta à vista é o que falei atrás. E olhem que o Gerard é o meu personagem favorito de Fairy Tail, por falar nisso, antes ninguém conhecia Edora, agora todo o mundo já conhece Edora, é algo incrivelmente sem nexo.

 

 

11ºBakuman:

 

Antes de criticar o capítulo, criticar a Enquete de Popularidade. É verdade que é raro fazer uma pesquisa sobre qualquer tema que venha dar um bom resultado, porque a maioria vota sempre no protagonista, aqui não é sobre personagens, mas sim sobre mangas, mas vai dar ao mesmo, PCP em primeiro, me pergunto onde é que PCP algum dia seria o manga mais popular de alguém? Na minha opinião Sket Dance, Gintama, Yanke-kun to Megane-chan e até mesmo Gin no Saji são melhores, e pelo menos Sket Dance e Gintama seriam mais populares. Não vou dizer que PCP seja um fracasso do Ashirogi Muto, porque não é, mas está longe de ser uma obra maravilhosa e fora Tanto é a sua obra menos boa.

 

Por outro lado Crow é tudo o que se espera num manga popular, Crow na Jump verdadeira provavelmente seria um enorme sucesso, até porque desde de Dragon Ball a Jump bem precisa de um manga desses, de aventura simples, Mágico entrou este ano, mas está longe de ser carismático como Crow parece ser.

 

E a sala da verdade em terceiro, não faz nenhum sentido, sim é um excelente one shot, o melhor que o Nanamine criou, mas longe está de ser algo popular, provavelmente quando esta enquete começou foi na altura que o Nanamine apareceu ou pouco depois disso, só isso explica tamanha popularidade em cima desse one shot. E com isso um trio bem fraquinho.

 

 

Já em 4º e 5º lugar estão os dois melhores mangas do Ashirogi Muto, Dinheiro e Inteligência e Trap. Dinheiro e Inteligência não é só o melhor manga da dupla principal, mas com o melhor manga de Bakuman e provavelmente nenhum outro superá-lo-á. Trap é uma manga ao tipo de PCP, mas muito melhor e sem dúvida muito mais carismático. Luta de levantar as saias a beneficiar do efeito Nanamine, provavelmente já entrando tarde na hora de votação, porque só isso explica ter perdido para a Sala da Verdade. Luta de levantar as saias, não é exactamente o exemplo de bom roteiro, mas é genial à sua maneira e acredito seriamente que poderia fazer bastante sucesso, claro se não se tornasse echi demais, como a maioria dos animes de hoje em dia que estreiam todas as temporadas.

 

Lontra11 seria o exemplo perfeito do manga gag que a Jump precisa nos dias de hoje, um manga sem nexo, mas com personagens completamente bizarros, não criancinhas sem qualqeur piada, Inumarudashi e o novo gag. Logo seguido de Lontra11 vem o outro gag/romance do Hiramaru e logo se seguida mais um gag, o manga do tio do Mashiro e para finalizar o top10, Dinheiro, Inteligência e Aparência. É incrível ver 3 gag mangas no top10, mas na Jump real não haver nenhum que preste, a pesquisa pode não provar nada realista, mas não dá para desconsiderar que os leitores de Bakuman simpatizaram com os gags, claro que a maior culpa é do Hiramaru.

 

Por fim, Duas Terras ainda aparece. As ideias malucas do Eiji, que eu preferia a Zumbi Gun, também dão as caras e a principal injustiça, os mangas do Fukuda, os dois mal rankeados. Essa enquete foi um pouco mal inserida, já que saí numa altura que seria bom saber Reversi ou Zumbi Gun, apesar de que por votação popular se PCP ganha a Crow, então Reversi ganharia por maioria absoluta sobre Zumbi Gun.

 

 

Sobre o capítulo, vou dizer uma frase que li num comentário a este capítulo:

 

-“Nenhum mangaka que prefere as vendas e o sucesso à qualidade merece o meu respeito”.

 

Considerava o Takagi um dos melhores personagens de Bakuman e sem dúvida o cérebro da dupla, mas os autores conseguiram estragar isso. Como é que ele pode pensar que mais volumes quer dizer mais popularidade e mais qualidade? O que seria de Yu Yu Hakusho, Death Note e Slam Dunk se isso fosse verdade? Ou que Reversi poderia ser estendido até 10 anos? Ele é o quê o Tite Kubo de Bakuman?

 

Mas o pior de tudo, quando ele se vira para o Mashiro e fala “Arf, é tão difícil ficar em 1º…”, a sério? Não acredito que alguém que no primeiro capítulo fica em primeiro é capaz de dizer isso, se é difícil para ele imagino para o Fukuda ou aquele do manga dos tribunais? Se isso fosse na Jump real seria sem dúvida verdade, afinal o primeiro lugar é quase sempre de Oda e de One Piece, ai sim é difícil chegar a primeiro, mas quem fica em primeiro no primeiro capítulo não tem moral para dizer isso, é quase igual o Kishimoto se virar e dizer o mesmo numa semana em que One Piece está ausente.

 

Resumindo neste capítulo, o Takagi fez-me lembrar do Tite Kubo, que tem uma qualidade criativa boa, o que comprovou na saga da Soul Sociaty, mas que optou pelo lado das vendas e da popularidade em vez da qualidade, o que leva o manga ao que se conhece hoje em dia, e agora pergunto, obviamente Bleach deu mais dinheiro á Jump que Yu Yu Hakusho, mas qual dois é o mais popular e o mais rentável?

 

E para concluir, uma coisa que queria ter falado na semana passada, mas que acabei esquecendo, os autores estão a fazer de Reversi uma critica a Death Note, mas ao mesmo tempo ignoram por completo o manga. Logo no inicio do capítulo, o Takagi fala o obvio, o L não podia ter morrido e depois como confirmado pelo resto da história, Death Note só continuou pelas vendas e popularidade da obra. Com isto fez-me lembrar de outra coisa, a obra-prima do Ashirogi Muto pode ser Reversi, mas a sua melhor obra será Dinheiro e Inteligência, da mesma maneira que a obra-prima do Obata é Death Note, mas a sua melhor obra Hikaru no Go ou em termos de one shots, Hello Baby.

 

 

10ºNaruto:

 

Naruto não ficou em décimo por causa da chegada do Kakashi e do Gai, simplesmente ficou porque não estou para criticar a técnica overpower de selamento do Bee e porque Fairy Tail e Bakuman superaram-se, principalmente Fairy Tail que conseguiu chegar mesmo ao ponto de ser mesmo pior que Naruto.

 

Já que não vou criticar, apenas tenho a dizer que o capítulo passou bem depressa, por causa das várias páginas duplas, que aquela espécie de dragão, me fez lembrar do dragão do Gohan em Dragon Ball Z e que parece que finalmente o Gai e o Kakashi vão fazer alguma coisa nesta guerra.

 

 

9ºBleach:

 

Igual a Naruto passou rápido, mas ao contrário de Naruto, nada de especial aconteceu, sim pode estar em nono, mas podia estar em último numa semana sem tanta desgraça. Apesar de tudo, obviamente teve muito mais informação que os capítulos anteriores, neste vê-se a perspectiva da Soul Sociaty do que o Ginjou disse, sinceramente meio cliché demais, o que fez o discurso do Ichigo me parecer ainda pior.

 

A melhor parte do capítulo foi sem dúvida o quadro onde aparece os vários Ichigos, o que mostra a evolução da arte do Kubo, o primeiro Ichigo era meio estranho, mas na minha opinião tinha muito mais personalidade, quanto mais o Kubo ia melhorando o desenho, mais o Ichigo perde personalidade.

 

Por fim a luta do Ichigo vs Ginjou, se pode-se chamar de luta, está certo que já faz algum tempo, que deixei de ligar muito a lutas nos mangas, quase sempre é tudo igual. Mas nesta luta foi apenas libertar as bankais, umas trocas de espada e alguns ataques com reiatsu e depois o ataque final do Ichigo, que dificilmente é o fim, nem que seja pelo facto do Ichigo não ter gritado Getsuga Tenshou.

 

 

8ºSt&rs:

 

Antes de mais dizer que me assustei com o capítulo 19, quando comecei a ler o capítulo e ela disse aquilo, pensei para mim mesmo, “Não, não digam que ela também foi escolhida e teve as visões?”. Vá lá o autor não caiu em tamanho cliché, porque sem dúvida isso me seria pior do que o capítulo de Fairy Tail.

 

Sobre o resto, foram dois bons capítulos, o 18 melhor do que o 19, até porque o 19 foi meio sem sentido de ter existido naquele momento. De qualquer maneira não foi nada genial, apenas mediano, continuou com a opinião que o manga poderia ter futuro, mas é complicado na Jump, quando não se mantém uma qualidade aceitável e tem personagens sem carisma, fora que protagonista de cabelo verde desse ser a pior coisa que existe. Com o manga praticamente cancelado também não há muito por onde seguir agora, é só esperar que o autor feche a história de uma maneira aceitável, provavelmente ainda deve ter uns 4 ou 5 capítulos para isso.

 

Uma última coisa, na Magazine estreou um manga sobre astronautas, provavelmente na Magazine terá sucesso e pelo que vi da raw do capítulo me pareceu bem melhor do que St&rs, pelo menos os personagens são muito melhores e não parece tão infantil, mas também está-se a falar da Magazine.

 

 

7ºReborn:

 

Mais um capítulo de enrolação, que só no fim é que começou o segundo round, o resto do capítulo foi pura enrolação sem nada a adicionar ao manga, fora que a Amano está a juntar todos os personagens do manga nesta saga, só falta mesmo o homem do Ramem, que mais uma vez me esqueci o nome, é o que dá não ter falado sobre ele nas últimas semanas.

 

Sendo sincero a única coisa que gostei desse capítulo foi o Xanxus e o seu desprezo pelo torneio, me fez lembrar do Zoro.

 

 

É uma boa ideia da autora aquela página colorida com as informações das equipas, apesar de que de vez em quando terá de colocar novamente a página que abriu o capítulo anterior, para os leitores não se perderem, de qualquer forma, como comentei uns capítulos atrás, a Amano deve ser dos mangakas que menos aproveitam as páginas coloridas, Reborn ganha uma página colorida e a única coisa que ela faz é pintar a página que abria o capítulo desta semana, em vez de fazer algo melhor e deixar essas capas com informação para os capítulos sem página colorida.

 

Por fim, o que salvou este capítulo foi a página final, que sem dúvida forma a dupla mais forte do manga, apesar de que a Amano quer deixar passar que o Mukuro é forte o suficiente para eles os dois.

 

 

7ºGin no Saji:

 

Capítulo sem muito o que comentar, Hachiken voltou à escola, voltando a ver os seus amigos, com especial destaque para a amiga gorda, que emagreceu do nada, para o otaku e para o porco.

 

Uma parte do capítulo foi acerca do pagamento do Hachiken e a maneira como ele irá gastar o dinheiro, de maneira geral foi um bom capítulo, mas com muito pouco a comentar. Esperando que o arco de Outono seja curto, para voltar a colocar Gin no Saji em dia com as estações certas.

 

 

6ºAo no Exorcist:

 

Esperava mais, muito mais deste capítulo de Ao no Exorcist, depois de um excelente capítulo, Ao no Exorcist volta à sua qualidade normal, muito destaque para tramas menos importantes, com especial destaque para um dos grandes clichés shounen, um personagem que não quer morrer e que abandona os amigos, mas que acaba por voltar atrás na decisão, também um destaque para as personagens femininas.

 

Por causa do manga ser mensal e também porque ainda não me apeguei aos personagens (provavelmente nem irá acontecer), às vezes é complicado se situar na trama quando sai um novo capítulo e ainda mais se lembrar de alguns personagens, um desses casos é o personagem que aparece no final para salvar o Yukio.

 

Por falar no Yukio, não é que seja fã de os bonzinhos ganharem sempre aos vilões, principalmente quando são mais fracos e dão uma de Seya, mas no caso do Yukio, foi meio anti-climax ele perder, nessa situação fazia sentido ele dar uma de overpower, ainda mais depois de parecer que ele também ganhou alguns poderes de demónio e ganhar de vez a luta.

 

Para concluir, o capítulo não foi mau, mas está longe do que era esperado e diga-se que o facto de ser mensal, não ajuda quando um mangaka enrola, mesmo que seja pouco. Para o próximo mês não haverá Ao no Exorcist, com que faz com que a espera ainda seja maior.

 

 

5ºRookies:

 

 

Rookies também está longe do que eu esperava que fosse, depois de tanta espera pelo primeiro jogo, está pouco emocionante. De qualquer maneira como sempre qualidade excelente, provavelmente o manga dos que falo semanalmente com uma melhor estabilidade, variando entre capítulos medianos, bons e muito bons.

 

O destaque foi para o Mikoshiba, o capitão de equipa que sabe as regras, mas não sabe jogar basebol, e para o Wakana, que vai para rebater a bola, mas acaba quase levando com ela na cara, isso dá azo ao clifhanger do capítulo, com a pergunta: “Conseguirá ele manter a calma ou vai partir para a porrada?”

 

PS: É uma lágrima ou uma verruga na cara do director?

 

 

4ºHunter x Hunter:

 

Apesar de não ter avançado nas votações foi um excelente capítulo, com finalmente o Togashi acabando com as regras à volta da Alluka e realmente passar à história, tudo muito estranho e exagerado, como é normal de Hunter x Hunter. Achei super exagerado e ao mesmo tempo genial, a velha se transformar numa moto.

 

Boa táctica do Killua e ainda melhor a do irmão dele, controlando pessoas aleatórias, do nada entra em cena a facção anti-presidente, que ainda deve dar que falar nesta saga. Por fim, Hisoka com cara de inocente fala, “Tenho vergonha de estranhos”.

 

 

3ºBeelzebub:

 

Sem muito a dizer, Beelzebub ao seu estilo, não foi nada que se compare com os primeiros capítulos do manga, mas a página acima, reflecte o que Beelzebub é e tem que ser.

 

 

2ºOne Piece:

 

Só há uma coisa que não gostei nada neste capítulo, o Jinbei ter deixado tudo em aberto, em relação à pergunta do Luffy. Como disse na semana passada, tanto “sim” como “não” serviria para mim, mas esse “talvez” não gostei nada, porque é, como se ele fosse da tripulação, mas como é que ele vai entrar na tripulação se não for agora? Porque eles vão entrar no Novo Mundo e será seguir em frente, fora que o Oda já enrolou tanto que espero que não aja mais um mini arco na ilha dos tritões, para resolver os problemas de Jinbei.

 

De resto este capítulo foi o que eu queria que tivesse sido a passagem dos mugiwaras pela ilha dos tritões, sem vilões, apenas festa com muita interacção entre os mugiwaras e os tritões, com especial para Sanji e as sereias, porque, One Piece estava excelente até à chegada do Hodi, esta era uma parte de One Piece que não era preciso mostrar os poderes dos mugiwaras, isso poderia ficar para o Novo Mundo, era apenas para continuar com o regresso dos mugiwaras e trabalhar na relação entre eles e conhecer um pouco da ilha dos tritões, no final, Oda enrolou durante mais de um ano, não mostrou praticamente nada da ilha dos tritões e não trabalhou nada na relação dos mugiwaras.

 

Por isso ter gostado deste capítulo, que era apenas isso que era preciso, porque a sério, há vezes que é muito melhor ver um sorriso do Luffy, uma piada sem graça do Broock, alguma invenção maluca do Franky, uma discussão sem sentido entre o Zoro e o Sanji, um Nami-chan Robin-swan, o Chopper sendo elogiado ou o Ussop sendo medroso do que uma batalha.

 

 

Por fim, outra coisa que devia ter sido o ponto principal da saga e não apenas algo para ser tratado no inicio e no fim da saga, porque fica parecendo que o Hodi é mais importante que o facto, da Fracoshi ser o Poseidon, uma das armas que o Governo Mundial mais teme. Sinceramente nunca pensei muito acerca dessas armas e tudo à volta do século perdido, até porque não vale a pena, quando o Oda revelar vai ser diferente do que todo o mundo pensou, pelo menos espero, mas sempre pensei que seria algo do tipo um barco ou uma arma mesmo, não uma pessoa, ou no caso, uma sereia. Só espero que no próximo capítulo sejam reveladas mais algumas informações, por agora não parece má a ideia de ela ser tão poderosa, isto claro se ela não entrar na tripulação.

 

Por fim, a pergunta continua: “Quem é o Joyboy?”

 

 

1ºToriko:

 

Depois de várias semanas a mostrar que poderia muito bem vir a ocupar o primeiro lugar, consegue, com um excelente capítulo, mas melhor que isso, com uma evolução incrível no arco, que apesar de se basear num jogo de cartas que na verdade pouco interessa, conseguiu-se manter interessante e sempre a melhorar a cada capítulo, tem este como provavelmente o melhor do arco, apesar de o próximo com a conclusão também não deve ficar muito atrás ou até poderá ser mesmo melhor, quem sabe.

 

http://i42.tinypic.com/ab4ehv.jpg

 

Antes de comentar mais detalhadamente sobre o capítulo referir que mudei um pouco de opinião acerca do Livebearer, muito devido ao gif acima, mas principalmente por este capítulo, onde o personagem enlouqueceu e faz o mais diferente tipo de caras, desde a de orgulho de pensar que conseguiu, ao susto de perceber que perdeu. Ainda acho o personagem esteticamente falando sem carisma, mas depois desse leque de caras que o personagem fez em um único capítulo não dá para dizer que não tem carisma e que é um óptimo personagem.

 

Apesar de tudo o que disse, o inicio do capítulo não me agradou tanto, porque apesar de não achar exagerado de todo o Toriko sobreviver à cereja explosiva, fica meio overpower demais e faz com que o Komatsu fique mal na foto, ou seja dando destaque para Toriko, que está longe de ser o principal destaque deste arco.

 

A partir daí começa o festival de caras do Livebearer, também não gostei da ideia dele poder derrotar o Panda da Sabedoria, mas como ele realmente não lutou e tem cara de quem diz que faz isto e aquilo e no final não faz nada, passa, com isso o Coco passa a liderar, com uma grande virada.

 

 

Apesar que dura pouco, já que o Livebearer come a banana eléctrica, como qualquer um come uma banana normal, já esse ponto, foi bem positivo, tinha tirado a ideia errada que a banana eléctrica seria o último ingrediente, obviamente uma decisão precipitada, já que a batata teve claramente mais ar de ingrediente final e mais perigoso. A página a seguir a ele comer a banana eléctrica é onde é mostrado o máximo potencial do vilão, apesar de que a cara dele que prefiro é a da página 8.

 

Coco acaba com todas as cartas à excepção da batata venenosa, Livebearer comenta que não importa porque ele pode comer todos os ingredientes do baralho de cartas, o que faz com que Coco solte o grande trunfo, que sempre foi o objectivo principal do arco e do Coco, arranjar uma estratégia para conseguir encontrar uma sequência que o Livebearer não pudesse comer.

 

Para concluir, o capítulo acabou da melhor maneira e só espero que no próximo Toriko não dei uma de manga padrão shounen e enrole no assunto dele comer ou não comer a batata. No meio disso tudo o assunto principal do arco ficou meio esquecido, o Meteoro Alho.

publicado por Dark-Fenix às 22:36