Opinião Semanal #1 Parte 1

Depois de um hiatu, de volta com os comentários aos capítulos semanais, com isso este post será bem longo, já que muitos dos mangas a comentar tem 3 capítulos. Por causa de muitos dos mangas englobarem 3 capítulos, há apenas 2 que saem com saldo negativo, ou melhor menos positivo. De resto vários bons capítulos. Por causa de ser bem grande e de não ter conseguido acabar isto hoje vou dividir o post em dois, hoje do 15º ao 8º e amanhã, se der, os restantes.

 

15ºBleach:

 

Bleach não foi exactamente a pior coisa do mundo, o grande problema e o motivo por ficar em último, é que tenho 3 capítulos para comentar e a única coisa que aconteceu foi:

-Começou o main-event;

-Houve menção ao facto do Ichigo ser controlado pela Soul Sociaty, cliffhanger do capítulo 473, que no final acabou não dando em nada;

-Ichigo libertou a bankai, sendo esse o cliffhanger do capítulo 474;

-Rukia se juntou ao grupo para olhar para a caixa preta, que não podem destruir;

-E a caixa indestrutível foi quebrada;

-Ginju libertou a bankai, sendo esse o cliffhnager do capítulo 475;

 

Resumindo isso poderia ter cabido em apenas um capítulo, já agora se isso fosse apenas um capítulo não estaria em último de certeza, porque apesar de não ter acontecido nada, ainda havia o facto deles terem libertado as bankais, que sendo deixado para dois capítulos diferentes, acabou perdendo a emoção.

 

 

Acerca do Ichigo estar a ser controlado ou vigiado e ele não se importar, por um lado percebo seu lado, afinal apesar de tudo são amigos, mas por outro é complicado ouvir isso e não se importar, ainda mais nem se quer contestar, com isso mais uma vez Tite Kubo afasta Bleach do caminho que devia seguir, algo que já faz desde o final da Soul Sociaty, ou quem não acha que os Vasto Lordes, a guarda Real e o Rei ainda não deviam já ter aparecido, além de claro o tema da Soul Sociaty corrupta já ter entrado de vez como tema principal do manga? Ou não era esse o objectivo de Tite Kubo ter criado o Aizen?

 

Isso é o que me faz cada vez gostar menos de Bleach, porque tinha história suficiente para não ser preciso enrolar e ainda ser longo, além de que a qualidade seria muito superior, mas não Tite Kubo quis enrolar e praticamente o deve ser feito depois desta saga poderia ter sido feito desde o fim da Soul Sociaty.

 

Por fim, espero realmente que essa luta não demore muito e que no final, esta saga ainda sirva como ponto de partida para os Vasto Lordes e a Guarda Real.

 

 

14ºFairy Tail:

 

Três capítulos e só no primeiro dos três é que a história avançou. Há duas coisas importante as mencionar apesar de tudo:

 

-Em Edoras existem personagens (humanos) que representam os dragões, isso é completamente ridículo, então quer dizer que no mundo “Normal” também existem pessoas que representam os gatos, gostava de ver o humano representante do Happy.

 

Mas a grande pergunta que me fica é para quê? Para quê que o Mashima foi dizer isso, não é como se ele tivesse colocado um mistério no ar faz tempo entre uma relação da velha e o dragão do céu e agora não soubesses como solucionar isso, não simplesmente inventou e colocou na história, sem a mínima lógica, então para quê?

 

-E segundo, Mashima criou os Jogos Olímpicos Mágicos, ou como são chamados Daimatou Enbu, “Os Grandes Jogos Mágicos”. Excelente ideia, ainda teria sido melhor se isso tivesse sido algo já criado antes do Time-skip, teria sido mais impactante, mesmo assim pode resultar muito bem, se ninguém se intrometer a meio.

 

Os únicos problemas são duas sagas seguidas que têm como tema um torneio e o prémio ser se tornar a guilda mais forte de Fiore, é um título muito grande para ser atribuído através de um torneio, mas dependendo da maneira como será o torneio até pode resultar, desde que este torneio não seja interrompido. Só acho mesmo falta de imaginação, de resto gosto de arcos/sagas à volta de torneios, e em Fairy Tail sempre resultaram, pelo menos até serem interrompidos.

 

 

Sobre os outros dois, um capítulo fanservice na praia e outro no Mundo Espiritual. Começando pelo da praia, capítulo normal de Fairy Tail, um pouco mais de fanservice que o necessário, apenas um ponto que me apercebi ao ler o capítulo, é incrível como o Mashima conseguiu banalizar a Erza, no inicio ela era um dos personagens mais fortes da Fairy Tail, neste momento ela perdeu completamente o estilo de mago de classe S, ela agora é mais um mago da Fairy Tail, ao contrário do inicio onde era um mago de classe S.

 

Sobre o capítulo 262, pelo menos o autor não entrou num arco de treino ou num arco antes dos Jogos Olímpicos, fora o facto de não ter caído num dos maiores clichés shounen um lugar onde se pode treinar por anos que no mundo real só se passam alguns dias. Tirando isso super tosco essa passagem de 3 meses, além do mais tosco de tudo que o autor acabou com a mística do mundo espiritual por causa de uma festa de boas vindas. A sério? Por causa de uma festa conseguiu estragar o rei dos espíritos, a Aquário e mística desse mundo.

 

Pronto agora que comece os Jogos Olímpicos, para ver se a saga vai ser interessante.

 

 

13ºSt&rs:

 

Ao contrário do que possa parecer ao ficar quase em último gostei bastante deste capítulo, mas só comecei a empolgar mesmo no final do capítulo, com uma boa expectativa para o próximo, agora lá ver se o flashback corre bem.

 

Tirando a perspectiva de um bom flashback para o próximo capítulo, o capítulo enrolou e praticamente nada aconteceu. E as scans decidiram logo na fase que parece que finalmente ficará bom, de qualquer forma com o manga praticamente cancelado, se tornar bom ou não agora é indiferente. Só espero que a scan inglesa termine a tradução, para não ser mais um Metallica Metalluca, Oumagadoki ou Ikkyu.

 

 

Naruto:

 

Antes de mais dizer novamente que deixei de rankear Naruto, porque o nível de destruição da própria obra atingiu um nível crítico.

 

Naruto teve dois capítulos neste espaço de tempo e o que se esperava ser interessante não foi. Naruto e Bee contra o resto dos Jinjurikis tinha tudo para ser bom, mas não estou minimamente interessado, o manga não está mau de todo, até pelo contrário esses dois capítulos foram os melhores desde a parte do Itachi, isto claro se deixar-se de lado que são zumbis e que tem sharigan e rinnegan, mas são desinteressante e criaram um anti-climax de um raio.

 

No fim do capítulo 565 o Hachibi entra em cena, o que deveria ser um momento para me deixar empolgado para ler o próximo, ficou mais para, olha acabou, para a semana à mais.

 

Neste momento só estou interessado em duas coisas, já que sei que o Shikamaru nunca mais vai lutar, ver o Itachi vs Kabuto e saber quem raios é o Tobi.

 

 

12ºKurogane:

 

Realmente Kurogane melhorou e não é exactamente um manga que eu gostaria de ver cancelado, isto claro se não for uma escolha entre ele e Mágico ou Harisugawa, por isso espero que Nisekoi e Pakki caiam rápido para irem no lugar de Mágico, Harisugawa e Kurogane.

 

Este capítulo mais uma vez teve um fanservice completamente desnecessário e acabou com o Kurogane ocupando a posição de capitão, Taishou, que ainda estou para ver para o próximo capítulo se é uma coisa boa ou má, mas antes disso comentar sobre outros pontos do manga.

 

Comecei a ler o capítulo e já ia dizer então agora ele já corre, mas logo abaixo 200 metros, pessoalmente preferia a piada com 100 metros, mas mesmo assim foi bom, já melhorou um pouco desde o inicio do manga. Não sei se aquela tabela com as posições de cada membro é real (usada em torneios de kendo escolar ou de grupo) ou se foi o autor que criou de qualquer maneira consegue colocar o Kurogane no grupo sem ser tudo forçado, a posição 2, ou seja, Jibou combina com ele, além de muito bem elaborada, algo parecido com o esquema dos torneios de ténis em Prince of Tennis.

 

 

A apresentação do treinador, personagem bem cliché, mas que não é por isso deixa de ser bom. De resto foi o treino do Kurogane na escola e depois nos sonhos. Sobre a decisão do treinador como capitão, espero sinceramente que isso seja numa tentativa de fazer a equipa ganhar sem que o verdadeiro capitão precise duelar com o melhor da equipa contrária. Essa é sempre uma óptima estratégia, porquê apostar tudo em um duelo entre os melhores quando se pode ganhar antes.

 

Agora claro que há o outro lado do treinador ter visto o enorme potencial do Kurogane, que eu pessoalmente odiaria que acontecesse, ele tem de seguir como novato e ir evoluindo aos poucos.

 

Concluindo Kurogane não é nenhum manga que um dia possa vir a ser tão bom quanto Slam Dunk, Eyeshild21 ou Prince of Tennis (nos seus graus de qualidade obviamente), é o típico manga de desporto shounen, cumpre a sua tarefa e se seguir as regras poderá funcionar, claro que a Jump não é exactamente o tipo de revista que aposta em mangas desse tipo, mas na falta de mangas de desporto de qualidade é melhor apostar no básico.

 

 

11ºReborn:

 

Reborn enrolou um pouco nestes 3 capítulos, mais no 363 e 364, mas tirando isso tem mantido uma qualidade regular, algo bem raro em Reborn. No 362 foi o Skull a salvar o Enma, faltou algo ali, esperava algo mais da transformação de um arcobaleno, de qualquer maneira gostei que isso terá um tempo limite e que terão de usar esse tempo bem ou na altura que mais precisarão não poderão se transformar. No fim a Adele se junta ao Enma e finalmente, já dizia que nunca, a Shimon vai ajudar o Skull. Já me esqueci-a o Mukuro a meio da primeira batalha ainda tem tempo para ir procurar a Chromo, que acho que seja unânime, pelo menos maioria, não faz falta alguma a esta batalha.

 

O capítulo 363 foi um pós guerra, com uma explicação do que aconteceu fora do que foi mostrado, é meio forçado uma equipa razoável como a do Colonello não acabar com a do Reborn quando tem hipótese, mas também faz sentido se aliar a umas das equipas mais fortes do jogo. No final a surpresa Fran está no grupo do Mukuro, apesar dele ser bem carismático, não vejo qual o sentido de todo esse mistério à volta dele, será assim tão forte que possa mudar o rumo do torneio a favor do Mukuro?

 

 

Ainda bem que a autora está colocando essas tabelas, quase a cada capítulo para ajudar a saber qual o ponto de situação e espero que continue, no inicio é fácil manter o foco, mas quanto mais tempo demora mais complexo se torna e no final fica uma confusão. Só não entendi uma coisa qual o tamanho da equipa do Byakuran? Tão ali mais que 7, para não falar que 3 deles já perderam, como é possível? E tecnicamente é a equipa mais forte.

 

O capítulo 364 foi uma completa enrolação, primeiro com o Mukuro, o Fran e o Verde, depois com o professor Dino e no final com uma revelação à Tite Kubo. Por fim Mukuro leva vantagem, mas nem acho que seja a equipa mais forte, de qualquer forma deve-se manter na frente durante quase toda a competição e o Ryohei agora pode ir praticar boxe descansado porque a autora não parece minimamente interessada em coloca-lo de volta no torneio.

 

 

10ºEnigma:

 

A comentar sobre os últimos capítulos publicados na Shounen Jump, relembrando que o final será publicado na Jump Next deste mês, então não deve faltar muito para sair na net. Meio dentro do esperado, na última estação, ou seja a ilha, estava o pai do Sumiu, tudo acaba com o Sumiu desejando que tudo nunca tenha existido, num final bem cliché, mas raramente mau.

 

Mas como sempre, o passado nunca muda, e isso será o que se tratará o capítulo final. Esperando o último capítulo, para concluir essa boa história que poderia ter sido muito melhor.

 

 

9ºBeelzebub:

 

Beel voltou ao seu estilo, mas também voltou com aqueles capítulos ao seu estilo mas desinteressantes, resumindo, se fosse apenas o 133 Beelzebub estaria entre os 3 primeiros, mas os outros dois capítulos foram bem fraquinhos, ou melhor não foram tão bons. Nunca há muito o que comentar a favor de Beelzebub quando usa o seu estilo normal, e é isso Toujou entrou mostrou quem manda ali e foi um excelente capítulo.

 

Os outros dois teve o cliché não posso bater em mulheres por parte do Oga, que acabou por ser salvo pela Kunieda, sendo que o resto do capítulo se baseou nisso, no geral não foi mau, mas acabou com o clima à volta do ataque do Oga.

 

 

O capítulo 135 somente foi bom porque causa do final, com todos a aparecerem prontos para bater em todo o mundo que lhes aparecer à frente, mas a parte do Sudoku conseguiu ser bem irritante, mas pronto para o próximo é esperado que volte novamente à acção.

 

Junto com o capítulo desta semana, a Anime regia lançou um extra, não sei se saiu há pouco tempo ou se já tinha saído, de qualquer maneira duas páginas, com o melhor que o Beel (personagem) tem a oferecer, com um desenho ao estilo Luffy ou Roman (Sket Dance).

 

 

8ºBakuman:

 

Há duas maneiras de comentar sobre Bakuman:

1ºPela história se tem qualidade e se está interessante;

2ºNeste momento pelo tema Zumbi Gun vs Reversi;

 

Digo isto porque a história está obviamente interessante e a qualidade desta vez está alta, mas por outro lado as escolhas dos mangas do Eiji e do Ashirogi Muto são super más, relembrando novamente, que não digo que são maus mangas, longe disso, apenas muito aquém das expectativas para o que seriam os dois mangas mais importantes dos dois principais mangakas de Bakuman.

 

Mas antes de passar ao que realmente quero comentar, alguns capítulos que estão em atraso, no 154 acontece a troca entre PCP e Reversi, com PCP indo para a nova revista e Reversi sendo publicado na Jump, essa é obviamente a melhor solução, até porque isso além de ajudar Reversi também melhora a qualidade de PCP, agora que vai amadurecer um pouco na nova revista. Foi uma solução óbvia, mas um bom capítulo.

 

O seguinte já foi mais estranho, agora do nada é que o avô dele se lembra a dar o diário do tio, e tirando isso nada de muito importante a comentar sobre esse capítulo, serviu apenas para reflectir sobre essa nova fase na carreira do Mashiro.

 

 

O capítulo 156 devia ter sido feito há 100 capítulos atrás, na altura em que eles estavam a começar, logo ainda teriam problemas com os prazos, mas agora, numa altura em que eles praticamente são um dos 3 mangakas mais importantes da Jump é que os autores de Bakuman se lembram, é pá ainda não tocamos no assunto dos prazos em Bakuman, vamos fazer com que eles pareçam uns novatos. Até pode ser que isso pudesse acontecer na vida real, mas saiu meio forçado fazer isso agora em vez de 100 capítulos atrás, até faz parecer que eles mais organizados quando novatos que agora, mesmo que se compreenda que realmente são muitas páginas em pouco tempo.

 

E agora passado o problema com o fim de PCP na Jump, com o inicio de PCP na Hishio e o inicio de Reversi, finalmente começa a batalha entre os dois mangakas rivais. Antes de mais vou repetir algo que já disse, entre Reversi e Zumbi Gun, claramente Reversi tem uma qualidade melhor, mas sou mais fã de Zumbi Gun. Não digo isto no geral, mas sim nesse caso específico, já que o Eiji foi criado quase como um novo Akira Toryama, algo que nem Oda consegue totalmente (já que a carisma de One Piece sobe devido também à qualidade, ao contrário de Dragon Ball que toda sua popularidade vem do carisma), já Reversi por mais bom que fosse será sempre visto como uma cópia de Death Note, algo que por exemplo Dinheiro e Inteligência nunca seria, já agora entre Dinheiro e Inteligência, Reversi e Zumbi Gun fico com Dinheiro e Inteligência sem dúvida.

 

Sobre o capítulo 157:

 

1ºMangas na Revista:

Se há uma coisa que a revista de Bakuman nada tem a ver com a real é que em Bakuman é quase como se a revista estivesse a passar pelo mesmo processo que passou com o final de Dragon Ball e posteriormente com Slam Dunk, ou seja sem mangas extremamente populares para sustentar a revista.

 

Sim porque em Bakuman nada de One Piece, Bleach, Toriko, Sket Dance, Gintama, kochikame( é que nem para fazer uma homenagem ao manga mais antigo da revista) e Hunter x Hunter, a sério os mangas que citei de certeza que nessa altura ainda não teriam acabado, mas a Jump de Bakuman decidiu fazer uma limpeza geral e juntando a tudo isso o facto de Crow ter terminado sobra o quê Road Race Giri, só, seria o Samurai X da nova revista, o manga que sustenta a revista até à chegada dos novos hypes.

 

Na Jump real Reversi e Zumbi Gun teriam de lutar muito para não serem cancelados, ainda para mais estreando na mesma leva, provavelmente conseguiriam, mas é bem complicado sobreviver. Já em Bakuman, numa Jump que tem apenas um manga importante, eles entram e já começam a lutar pelo primeiro lugar, como se mais ninguém existisse. E essa é a minha segunda grande crítica a esse capítulo.

 

2ºReversi ganhar a Zumbi Gun:

Acho difícil, um mangaka como o Eiji que os seus mangas tem quase tanta carisma como os de Akira Toryama perder para um autor que apesar de importante na revista está longe de ser um nome de peso. Sim há a qualidade a falar mais alto, mas é raro na Jump a qualidade importar mais do que a popularidade, ainda para mais quando se estar a rivalizar com o mais carismático.

 

Death Note na altura conseguiu rivalizar com One Piece, mais nas vendas do que na revista, mas conseguiu, mas o grande problema de Reversi seria exactamente esse, novo Death Note, provavelmente o máximo que faria é um pouco melhor que o inicio de Enigma, mas logo depois iria para o meio da tabela. Já Zumbi Gun, imaginem o que era o Akira Toryama lançar um novo manga na revista agora, falo de um completamente novo, seria um sucesso imediato, provavelmente só perderia para One Piece.

 

3ºA mudança de antagonista:

A minha grande crítica ao último capítulo.

 

Isto conseguiu ser pior do que o Nanamine, 100% pior. Obviamente Eiji não é o autor do tipo do Oda ou do Takagi que pensam na história vários capítulos á frente e tem um objectivo em mente, não o Eiji é do tipo Toryama, a cada semana pensa num novo capítulo e vai indo com a história, sem se importar muito com o que vai acontecer daqui a 50 capítulos. Mas também não é preciso ser do tipo Kurumada, que inventa qualquer coisa e pensa que é um génio.

 

Não sou do tipo que acha que matar personagens é mau, pelo contrário ousadia é o que diferencia os grandes autores, mas matar um personagem importante no terceiro capítulo apenas porque não vai bem (segundo lugar) nos rankings, isso não é ousadia, nem de génio, mas sim burrice.

 

Ranking:

8ºBakuman 154-157
9ºBeelzebub 133-134 & Extra
10ºEnigma 54-55
11ºReborn 362-364
12ºKurogane 7

Naruto 564-565
13ºSt&rs 17
14ºFairy Tail 260-262
15ºBleach 473-475

publicado por Dark-Fenix às 21:44