Opinião Semanal #49

Apenas nove mangas esta semana, apesar disso um post bem grande, na altura que escrevi metade do texto estava inspirado e todos os que ficaram grandes, à excepção de Nisekoi, foram feitos no mesmo dia, me pergunto se teria mais a acrescentar a Toriko ou Harisugawa se já tivessem saído quando escrevi sobre os outros. Acrescentei também a minha opinião sobre o novo gag manga da Jump. No geral foi uma semana fraca, com 5 mangas bons e os outros 5 maus, nem conto com o gag. Por fim contente por finalmente Beelzebub se ter encontrado de novo, finalmente mostra porque é o meu segundo manga favorito da Jump.

 

 

Gag Manga:

 

Dei uma olhada na raw do primeiro capítulo e só tenho uma coisa a dizer, que seja cancelado.

 

Nunca li Inumarudashi, mas já dei uma passada rápida pelo primeiro capítulo e é infantil demais, mas este novo gag manga consegue ser pior, na verdade isso é totalmente a cara da Coro Coro ou a Sakyo Jump, aquelas revistas para crianças com menos de 10 anos.

 

Que seja cancelado nem presta sequer para ocupar o lugar de Inumarudashi, e para mostrar isso é o facto de nem me dar ao trabalho de ir à procura do nome do manga, fica só como gag e pronto.

 

 

9ºFairy Tail:

 

Antes de passar às duas coisas que realmente importam. Nada dos dragon slayers do capítulo anterior e o título se chama Grandine, mas a não ser aquela ligação entre a velha e o dragão o título mais nada tem a ver com o capítulo, agora passado as coisas menos importante vamos ao que realmente importa.

 

Nível de Poderes:

A sério é lindo quando um autor consegue estragar o nível de poderes como se estala os dedos ou se muda de camisa. Está certo que o nível de poderes em Fairy Tail nunca foi grande coisa, ou não se trata-se de Fairy Tail uma história onde o protagonista tem de sempre vencer o vilão da saga, mesmo que não fase qualquer sentido, ainda me pergunto como é que o autor não inventou de colocar o Natsu a derrotar o dragão na saga anterior.

 

 

Mas neste ele esmerou-se, está certo que eles não ficaram parados durante 7 anos, mas sempre que vejo uma coisa dessas lembro-me do espectacular Dragon Ball:

 

Na altura do planeta Vegeta: Só nasciam super guerreiros de mil em mil anos, ou seja o Broly, mas isso é outra história.

Goku: Transformou em sayajin em adulto e quase morreu para derrotar o Freeza.

Gohan: Transformou-se em sayajin com menos de 15 anos, no final da saga do Cell vencia o Freeza com um sopro.

Goten: Antes dos 10 já era sayajin, enquanto o Krilin precisou morrer para o Goku se transformar, Goten o fez numa luta casual com o Gohan, mas antes mesmo de se transformar já era capaz de derrotar o Freeza.

 

Ou o melhor de todos, apesar de não ser oficial, no último ova que saiu sobre o irmão do Vegeta, aparecem uns antigos lacaios do Freeza, quando conversam sobre as suas forças, dizem que venciam o Freeza facilmente, afinal já passou o tempo onde o Freeza ainda era alguém na hierarquia do Universo de Dragon Ball (para quem não se lembra ele era o mais forte), quando não passavam de meros randoms.

 

 

Ou seja a base é a mesma, por mais que eles tenham treinado 7 anos, nunca que o Max teria vencido o Natsu, tudo tem um limite e o Natsu é um dos mais fortes, o Max é apenas um random, por mais que treinasse mil anos nunca chegaria ao nível do Natsu.

 

Outras comparações, se isso fosse assim o Rokudo Senin não seria mais que uma formiga, afinal ele viveu vários anos antes da história de Naruto começar e se os outros sempre treinam para se tornar mais fortes, enquanto o nível médio de ameaça continua a aumentar, quer dizer que o Rokudo Senin perderia contra o Konomaru.

 

Ou que todos conseguiam se igual a ao Rayleight, afinal o Rayleight depois de encontrar o One Piece já não treinou para melhorar, mas os outros aumentaram as suas forças, porquê é que ninguém o vence, então? Ou vários outras comparações.

 

Por fim a cena mais estúpida do capítulo, já comentei na semana passada o quanto não faz sentido o Makarov não ter morrido na ilha e agora vou ter de dizer que esta história da sucessão está bem estúpida. Há 7 capítulos atrás havia 3 mestres da Fairy Tail, em 7 capítulos passaram a ser 6, sendo que no final o mestre continua o mesmo.

 

Apesar de estupidez que foi a verdade é que me ri com esse sucessão de mestres, mas achar graça nem sempre quer dizer que é bom.

-Sobre o que você está falando, quarto?

-Poderia, por favor, parar de me chamar dessa maneira, sexto?

 

Por fim, finalmente Fairy Tail parece que vai seguir um rumo, mas também parece que vai ser novamente um torneio, lá ver se desta vez chega ao fim.

 

 

8ºBleach:

 

Não entendi nada da luta da Riruka contra a Rukia.

 

Eu estava a defender que o Tsukshima era melhor do que o Ginjou, a verdade é que ainda acho, mas a sério para quê fazer um Aizen 2.0, cheio de moral, a fazer as poses que o Tite Kubo tanto gosta e todo aquele ar de sabichão que sabe tudo antes dos outros sequer pensarem e no final o Byakuya espeta-lhe a mão pela barriga a dentro.

 

Apesar de tudo tenho que dizer que houve um ponto positivo no capítulo, o facto do Byakuya não ser totalmente o Neji 2.0, já que afinal conseguiu suprimir o seu ponto negativo, por outro lado isso também é um ponto negativo, já que o Tshukishima sabe tudo não sobe disso, bem forçado, seja qual a desculpa do Kubo.

 

Este capítulo foi uma desgraça, e só espero que ele não se levante. Para concluir, eu pessoalmente gosto desses vilões ou melhor dizendo personagens todos cheios de poses e que sabem que são fortes, o problema é quando eles se tornam arrogantes, tipo Aizen e Tsukishima. E é aí que me pergunto porquê que o Tsukishima teve de ser uma nova versão, ainda por cima pior, do Aizen, porque não podia ser um daqueles vilões que sabem que são fortes, mas que não precisam de dizer que o são para os outros os temerem.

 

 

Vou dar três exemplos, um de Bleach, um de One Piece e um de Naruto:

Urahara: Qualquer personagem em Bleach com o mínimo de força, sabe que não se pode meter com o Urahara, porque vai perder, mas não é por isso que ele saí por aí dizendo que é super forte e se vangloriando que derrotou o Aizen.

 

Itachi: Provavelmente o exemplo perfeito, um dos ninjas mais poderosos de sempre, e qualquer ninja meia tigela sabe isso, ele é o exemplo perfeito de quem não precisa levantar um dedo para derrotar qualquer inimigo e quando falo qualquer, só não estou a contar com no máximo 10 ninjas que já passaram por Naruto.

 

Mihawk: Urahara é o génio louco, Itachi o génio desleixado, Mihawk é o senhor, o melhor espadachim do mundo, durante todos os capítulos de One Piece nunca perdeu a pose, até pode ser mais fraco que Urahara e Itachi comparado com os restante personagens do Universo, mas sem dúvida um personagem que sabe que é forte e que todos sabem que ele é forte, sem mesmo dizer uma palavra, quem discutir está sujeito a ser humilhado pela sua faquinha. Mais uma coisa, Mihawk é dos poucos personagens que já vi numa história shounen que não gritam o nome do ataque quando ataca, pode ser apenas um pormenor, mas mostra a diferença entre ele e os outros, afinal a ele não lhe interessa que os adversários conheçam os nomes dos seus ataques, mas sim que o temam para não lhe chatearem a cabeça.

 

Poderiam dar vários outros exemplos, Rayleight, Barba Branca, Orochimaru, Yoroichi, Kakashi, Shikamaru, Shunsui ou até mesmo o Byakuya, mas a ideia é a mesma.

 

Fugi um pouco do assunto do capítulo, mas o capítulo foi tão decepcionante e a semana tão fraca que tive de mudar de assunto.

 

 

Naruto:

 

Que capítulo secante, como já esperava, a chegada dos Kages só serviu para a óptima página no capítulo anterior, porque de resto não serviu para mais nada, ou melhor esta guerra como já esperava não serviu para nada, os zetsus e os zumbis já foram derrotados e agora sobram os que realmente interessam aqueles míseros membros que restam á Akatsuki, enquanto do lado da Aliança Shinobi todos estão vivos, ou pelo menos os que interessam.

 

Resumindo capítulos e mais capítulos, que acredito que todos já sabiam que seriam para enrolar, gastos para nada, a diferença é que essa enrolação não seria má de todo se tivesse as lutas que realmente importavam, os ninjas que já não se viam lutar desde o Exame Chunnin, os lendários ninjas, que no final se restringiram a vários personagens inventados à pressão e à luta do Samurai vs Ninja.

 

O pior é que os últimos capítulos não serviram para nada e agora o Kishimoto acabou de vez com o Universo de Naruto, já que nem a técnica do Minato ficou imune. A única diferença do inicio da guerra, antes dos zumbis, para agora é que a Akatsuki tem o Madara, que já agora parece que vai ser Madara vs Aliança Shinobi e Naruto vs Akatsuki.

 

 

Sim porque a única página que salvou o capítulo foi mesmo a última, onde finalmente se descobriu onde está o Wally, no meio de tantos clones finalmente os leitores ficaram a saber onde está o verdadeiro. Era engraçado ele partir da mascara e descobrir quem é o Tobi num momento tosco desses. Agora é uma semana sem Naruto, para depois vir com a guerra dos Titãs.

 

Por falar em guerra dos titãs, na página 5 um random fala:

-“Estou a começar a achar que não devia estar aqui.”

 

Passados tantos capítulos é que ele descobriu que aquela guerra não faz sentido e os randoms não serviram para nada, afinal até mesmo os zetsus, teoricamente criados para ser os adversários dos randoms, foi o Naruto é que os dderrotou, então ele chegou á conclusão óbvia, bastava ir para a guerra com os 10 ninjas porque o resto não faz diferença, ou vão dizer que o chakra importa quando do nada o Naruto limpou o campo inteiro. Na verdade o próprio Kakashi podia ter ficado em casa a ler o seu livro.

 

 

7ºNisekoi:

 

Decepcionante, já ouvi dizer que o segundo capítulo é melhor, mas só li o primeiro e pelo primeiro a história desiludiu bastante, sem dúvida pior do que o one shot, que já nem tinha sido grande coisa.

 

Gostei bastante da primeira página, com aquela história dos dois colares, sem dúvida é algo que bem do estilo do Naoki, o problema é que parece que isso é logo associado a uma história de fantasia, mas Nisekoi é um manga escolar. Para começar esse começa logo por ser um grande defeito do manga, pelos one shots que li do Naoshi ele dá-se bem é com fantasia, não com mangas realistas, tanto é que o one shot de Nisekoi saiu meio irrealista. E não faz sentido um manga escolar virar fantasia do nada, Swot que o diga.

 

A arte do Naoshi está excelente, apesar de ele evoluiu na arte, mas agora parece algo mais padrão, em vez de algo original do autor, isso é também um dos grandes defeitos dos mangas escolares e realistas, acabam por adoptar uma arte padrão.

 

 

A parte das gangs foi mantida, pelo menos isso, como tinha comentado no one shot, 3 gangs seria bem melhor, já que seria um triângulo amoroso, mas o autor não fez isso e manteve as duas gangs principais, que já adianto também seguiu aquele plot de fazer os dois protagonistas namorarem para bem das duas famílias.

 

Está certo que sendo a versão serializada faz sentido, o primeiro capítulo acabar com esse final, e apesar de não ter gostado não posso criticar, até porque sendo que já tinha lido o one shot não dá aquela noção se realmente ler aquilo sem saber de nada seria bom ou não.

 

O problema é que o capítulo inteiro foi acerca da briga entre eles os dois, sinceramente achei que as 54 páginas foram muito mal aproveitadas, o conteúdo deste capítulo cabia perfeitamente em 20 páginas, tudo enrolou para no final o autor soltar a bomba que eles agora iam namorar, começa cedo a enrolar e vais longe, afinal foi por enrolar que foi cancelado.

 

 

Mas o que ainda não comentei e o pior de tudo, para quê que criaram essa terceira protagonista? Porque criam uma história à volta dela e do protagonista, mas o resto do capítulo é sobre ele e a outra, o Naoshi até revela que ela é a antiga namorada dele, que sabe disso, mas não diz, sabe-se lá porquê.

 

Se o Naoshi não quiser ser cancelado novamente vai ter de trabalhar muito bem essa história, já enrola no primeiro capítulo, cria uma terceira personagem que tecnicamente não serviu para nada e a história dos outros dois ficou muito fraca, nem tocaram seriamente no assunto das gangs. Muito trabalho pela frente para conseguir fazer desse manga uma boa história, diria que se não fosse o facto de ser o Naoshi o criador seria com certeza cancelado, mas sendo eel ainda pode haver esperança, tanto na nível de popularidade do autor, quanto da qualidade de roteiro.

 

PS: A melhor parte do capítulo é o extra que veio na pasta da tradução feita Otakuyo, com a cena da pokebola.

 

 

6ºReborn:

 

Dividindo o post em duas partes, o comentário ao capítulo e o comentário ao resultado do Concurso de Popularidade.

 

Concurso de Popularidade:

Antes de passar a comentar dizer já que achei bem sem noção essa pergunta de quem é mais forte, já que isso nunca vai chegar a lado nenhum e não serve para nada, afinal senso comum raramente é a verdade. Dito isto vou começar já pelos mais fortes e depois passar à popularidade que é o que realmente importa.

 

Obviamente o Tsuna tinha de levar o prémio, protagonista e super forte, era óbvio, já agora me pergunto se essa mesma pergunta fosse feita aos leitores de One Piece, o Luffy ocuparia o primeiro lugar, sim porque mesmo ele sendo popular e forte ainda está longe de um Barba Branca ou Rayleight. De qualquer forma isto é Reborn e sendo Tsuna o protagonista e um dos mais fortes de Reborn obviamente levaria o primeiro lugar.

 

Já agora não, acho que faz sentido quando o protagonista se torna o personagem mais forte do manga, a história se encaminhar para o fim e apesar do Tsuna sem uma completa tristeza, a verdade é que depois que derrotou o Byakuran, ele se tornou no personagem mais forte do manga, apesar de que a sua personalidade não o demonstrar. Claro que quando falo que ele é o mais forte não estou a levar em contra os arcobalenos, principalmente o Reborn. O que quero dizer é que espero que Reborn acabe nesta saga.

 

 

Hibari em segundo, é forte sim, até mesmo um dos tops, a par de Tsuna, Byakuran, Reborn, Mukuro, Enma, Xanxus, Iemitsu e o Vongola Primo, mas sem dúvida que ele não seria o segundo e está aí apenas pela popularidade. Já Reborn merecia claramente o primeiro lugar, ou alguém duvida que Reborn é o personagem mais forte de Reborn?

 

Xanxus, Mukuro, Primo e Byakuran logo de seguida, claramente o Enma não caiu nas graças dos leitores, também não é para menos um Tsuna chega, achei exagerado a classificação do Squalo e o Yamamoto é sem dúvida um dos personagens que bem podia ser um dos tops, mas a sua personalidade não ajuda. Kawahira (acho que afinal vou conseguir decorar o nome), o homem do Ramen, também deu o ar das suas graças, mostrando o quando os fãs o acham forte e por consequência o querem ver na história. Sem o pai do Tsuna, o que só comprova o que disse na semana passada, apesar de voltar a repetir senso comum raramente deve ser levado em conta. Apesar de que o nº9 não aparece na tabela, o que pode ser o lugar do Iemitsu.

 

 

Sobre os mais populares, nunca é lá muito bom quando um protagonista não ganha o concurso de popularidade do seu manga, apesar de que há casos que se entende perfeitamente como em Eyeshild21 já que o Hiruma é o personagem perfeito e sem dúvida extremamente carismático. Mas em Reborn não é a mesma coisa, por mais que o Hibari seja carismático, não chega para ganhar a um protagonista num manga normal, mas num manga que tem Tsuna como protagonista, a surpresa não é ele não estar em primeiro, mas sim ainda conseguir estar no pódio.

 

Tsuna leva o segundo lugar, já agora bem que podiam ter colocado o nº de votos, para dar um melhor noção da diferença do Hibari para o Tsuna e do Tsuna para os restantes. Em terceiro o Mukuro não chega a ser surpreendente, já o nº4 não se pode dizer o mesmo, o Enma e o Byakuran podem não ter entrado nas graças dos leitores, mas o Fran conseguiu se tornar em pouco tempo um dos personagens mais populares de Reborn, sem dúvida surpreendeu-me.

 

O Gokudera consegue ser quase tão mau como Tsuna, mas sem dúvida é popular, Squalo em sexto mostra que é um dos mais populares de Reborn e o mais popular da Varia, o Squalo é um personagem que eu acho bastante carismático, apesar da sua maneira meio estranha. Yamamoto é o meu personagem favorito, Dino ficou em oitavo e o líder da Varia em nono.

 

Apesar do Lambo não ser um dos meus personagens favoritos e sem bem irritante e nada natural, acho-o extremamente carismático e pensava que ficaria muito melhor classificado, se calhar é apenas por a sua imagem já estar meio desgastada, afinal ele é igualzinho ao inicio do manga, o mesmo bebe irritante. O Tsuna também, mas sempre há as suas brilhantes mudanças do modo chorão para o modo overpower, como na luta contra o pai.

 

Outra surpresa, mas não tão grande, já que me lembro do concurso anterior, é Reborn, o meu segundo personagem favorito, bastante poderoso e o facto de ser um bebe fazem-no extremamente carismático, apesar dos resultados não o comprovarem. Já o Enma claramente não caiu nas graças do público, mas quem pode julgar, até se atura um, mas dois Tsuna já é demais e a grande pergunta é: E o Byakuran? A sério nem sequer aparecer, outro personagem bastante carismático.

 

Grande vencedor: Fran, sem dúvida o Fran é o grande vencedor deste concurso de popularidade, ficando em quarto lugar e ganhando ao Enma na força.

 

Grande derrotado: É uma dúvida entre Byakuran e Enma, por um lado o Byakuran nem entrou na lista dos populares, por outro o Enma mal classificado nos populares e ainda pior na força, já que sendo do nível do Tsuna um 12º lugar é claramente pior do que o 15º na popularidade. Então acho que o grande derrotado é mesmo o Enma, a imitação do Tsuna.

 

Sobre o capítulo:

 

Há três coisas e nenhuma delas positivas:

 

1ºRyouhei:

Está certo que ele é claramente o personagem menos popular do grupo do Tsuna, mas também a Amano não ajuda a mudar a situação, na saga anterior é o primeiro a lutar e o único que vai parar á prisão. No futuro que me lembre não teve nenhuma participação importante, fora o facto de não ter sido dos primeiros a chegar. Agora é o primeiro a perder. E sinceramente nem o acho o pior dos amigos do Tsuna, apenas é claramente mal usado pela autora, o que o faz obviamente o menos popular.

 

2ºHibari:

O Fon desiludiu, depois de tanto drama à volta da sua escolha vem com algo óbvio, não que isso seja mau, mas pior mesmo é ele vir apenas com o Hibari, sendo ele o seu único guardião. Não faz sentido personagens mais fortes se uniram, qual o sentido em o Hibari lutar sozinho, mesmo que isso tenha tudo a ver com a sua personalidade.

 

2ºSkull:

 

Ao contrário de provavelmente a maioria não gostei do facto dele se ter transformado na sua forma original, mesmo que possa ser apenas por pouco tempo, não faz sentido, o objectivo não é eles recuperarem a sua forma original? Então para quê lhes dar essa alegria durante a luta, seria muito mais interessante e muito mais simbólico só o vencedor poder voltar à sua verdadeira forma, ou melhor todos conseguissem no final e então haver a tão aguardada demonstração de poderes dos arcobalenos.

 

Agora obviamente que é interessante ver um Arcobaleno lutar, mas não deixa de ser algo mau, igual em Fairy Tail ri-me com a sucessão de mestres da Fairy Tail, mas não deixou de ser mau. Claro que vai ser emocionante ver eles lutarem, mas para isso mais valia não ter criado as limitações logo de inicio, afinal não é preciso voltarem às formas originais para mostrarem o quanto são fortes, uma luta de bebes seria épico.

 

Quero ver quando o Reborn se transformar e já agora sendo que a Lal Mirch no futuro não estava na sua forma bebe não é uma espécie de spoiler? Ou isso foi explicado ou fiquei com a ideia errada de que o Colonello a quer ganhar para lhe transformar de volta ao normal?

 

Por fim, sabia que a autora iria estragar a saga, só não esperava que fosse tão cedo.

 

 

5ºHarisugawa:

 

Mais um bom capítulo de Harisugawa, para quem queria ver mais interacção entre a Mao e o Harisugawa, as páginas depois da aparição da Mao provam que o autor se irá focar agora mais nisso e a maneira de isso acontecer é colocar a Saki dentro do espelho.

 

Apesar de aquela cena com a terceira rapariga ser bem exagerada, pelo menos tira-se as dúvidas que o Harisugawa não troca com toda a gente que o tocar, apesar de isso é mais confirmação do que algo novo, com o que aconteceu neste capítulo, cada vez mais acredito no que disse na semana passada, a Saki conseguiu trocar com o Harisugawa porque ele agora formou um triângulo amoroso, sem saber se escolhe a Mao ou a Saki.

 

Uma cena que adorei foi a menção ao lado dentro do espelho e da gravidade, ou a falta dela, que permite a quem está lá dentro voar por ali à toa e para conseguir pensar sem ser interrompido. Sem dúvida era um lugar em que não me importava nada de passar uma hora, ou poder entrar quando quisesse.

 

Por fim, depois de tão pouco echi nos últimos capítulos, o final deste está recheado, com o Harisugawa a ir parar num harém. Agora que fui ver o recheado afinal é apenas uma página.

 

 

4ºHunter x Hunter:

 

Melhor do que na semana passada, mas na mesma cheio de regras, pelo menos desta vez o Togashi não levou um capítulo para explicar algo que tinha ficado minimamente explicado no capítulo anterior.

 

Sinceramente ainda bem que actualmente acompanho Hunter x Hunter semanalmente, não só pelo seguimento dos capítulos perfeitos, mas também porque estes últimos capítulos lidos seguidos tornam-se maçantes e extremamente cansativos de ler, já semanalmente não parece tão maçante. Achei a criação da Aluka genial, mas sem dúvida já está a começar a ficar aborrecido.

 

Sobre o capítulo, mais uma vez excelente, mas duas coisas a criticar, tanta regra para o Killua sair de casa, Togashi pode ser um génio no que diz respeito ao roteiro, mas de vez enquanto o seu perfeccionismo é tanto que leva ao ponto de criar tantas regras e que consegue prejudicar de certa forma a história, nem que seja tornando-la chata e aborrecida.

 

Além disso aquela regra de que depois que alguém falha aos pedidos da Aluka ela volta aos pedidos básicos, foi meio que uma facilidade de roteiro, com tantas regras e complicações, o principal, acabou por ser o mais fácil de conseguir.

 

 

3ºRookies:

 

Antes de mais que grande página, provavelmente até agora a melhor página do manga.

 

Finalmente, o primeiro jogo de basebol. Pode ser que finalmente aprenda as regras desse jogo, é que os mangas do Adachi podem ser a sua maioria sobre basebol, mas a verdade é que não ensinam as regras do jogo.

 

Mais um excelente capítulo, começando logo com o Kawatou a chegar a atrasado, mas também a finalmente aprender as regras do jogo e já vindo com uma equipa que até o capitão de equipa aprova.

 

Fora o facto do director me parecer ser o pai do Shinjo, neste capítulo fiquei com a ideia de que ele era membro da antiga equipa que chegou ao Koshien. O jogo está pronto para começar, com quase 50 capítulos estava mais que na hora.

 

Que comece o tão aguardado jogo.

 

 

2ºToriko:

 

Não sei o que dizer de Toriko, por um lado achei decepcionante, por outro genial. E não consigo bem decidir, apesar de obviamente estar mais inclinado para a genialidade do que para a decepção, como o segundo lugar o prova.

 

Explicando, obviamente é genial tudo ser decidido num jogo de cartas, por outro lado é decepcionante tudo ser decidido por um jogo de cartas, ainda para mais um jogo de cartas tão simples e chato como aquele.

 

Agora a história está claramente interessante, cada personagem a desempenhar a sua função, dando um grande destaque ao Coco, como já disse o Coco não é dos meus favoritos de Toriko, mas sem dúvida que já merecia um destaque na história.

 

De um lado um Coco que parece que não vai perder e do outro o vilão que está confiante das suas capacidades, lá ver quem saí vitorioso.

 

 

1ºBeelzebub:

 

Depois de um capítulo que voltava aos velhos tempos, mas que na tinha a certeza se era o melhor para o manga, neste já tenho certeza de uma coisa, neste momento estou a adorar ver o ar que fez de Beelzebub o meu segundo manga favorito da Jump de volta.

 

Até pode acabar por estragar algum plano de tornar Beelzebub com uma história mais séria, mas a confusão é o que levou Beelzebub ao sucesso e a confusão é a maior qualidade de Beelzebub, para quê tentar inventar um Universo próprio e tentar criar regras que mais tarde vão ser quebradas e estragar a história? Né Bleach e Naruto. O melhor mesmo é partir para a porrada e fazer a maior confusão possível, sem mais isso é Beelzebub e não é preciso mudar.

 

 

Apesar de a confusão do Oga ser o que me fez voltar, finalmente, a ficar empolgado com Beelzebub, a verdade é que nada, mas mesmo nada neste capítulo se comparada a no fim ver o Toujou a tirar uma soneca na escola dos demónios, como se nada fosse.

 

 

Ranking:

1ºBeelzebub
2ºToriko
3ºRookies
4ºHunter x Hunter
5ºHarisugawa
6ºReborn
7ºNisekoi
8ºBleach
9ºFairy Tail
Naruto
Gag Manga

publicado por Dark-Fenix às 17:28