Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dark-Fenix

Dark-Fenix

11
Out11

Opinião Semanal #44

Dark-Fenix

Novamente atrasou, desde já explicando o motivo de poucos posts nos últimos tempos e sempre com atraso, são 2:

 

1ºEntrada na Universidade, então até me habituar a conciliar o tempo, devo continuar apenas com os post semanais.

 

2ºGame of Thrones, o tempo que tenho disponível é para ler os livros dessa série, estou no terceiro e a cada capítulo a história muda de rumo e toma proporções inesperadas. Logo farei um post sobre a série, mas desde já digo, provavelmente Game of Thrones é a maior e melhor história já criada.

 

Agora vou sair quando chegar a casa logo coloco o resto das imagens.

 

13ºNaruto:

 

Antes de começar a falar mal, tenho de dizer que comecei a ler o capítulo convencido de desta vez vai ser bom, tentando esquecer do que o Itachi disse ao Naruto Arrogante, no início isso até começou bem, com Naruto comemorando 12 anos, com páginas coloridas, principalmente por aquele excelente página colorida dupla, mas todas as minhas boas intenções se vão à vida quando Naruto começa a espalhar clones por todo o lado.

 

Mas ainda antes disso, como já era esperado o Muu ainda não está derrotado, apesar de que isso nada mais é do que arranjar desculpas para num futuro próximo enrolar novamente. Já agora, novamente Kishimoto inventa de colocar os zumbis com dupla personalidade, porque é que o Muu não avisou? Mas o pior mesmo, dessa parte, é o Kabuto agora estar a fazer um part-time como narrador da guerra, ou porque outra razão ele teria a explicar a si próprio a técnica que o seu zumbi usou? Está certo que alguém o tem de fazer, mas logo o Kabuto para si próprio, coerência 0. A única coisa boa é que tocou no assunto do trunfo do Kabuto.

 

 

Agora os clones, como esperado o Naruto já estava ali prontinho para ir ajudar o Gaara, só chegou atrasado, para pena dos leitores. No final o Gaara faz a pergunta que todos querem saber onde raios está o original? Até porque não sei se fui só eu, mas pensava que o original era esse clone aí, já que se tinha separado do Bee, mas não, era apenas mais um clone, o que é incrível já que a princípio parecia ser um clone, depois deu a entender que não e agora é novamente.

 

Bee levou quase 1 dia para mijar e ainda consegue apanhar o Naruto original, ele é o quê um caracol? Ou ainda não se deu conta que está numa guerra? No grupo do Shikamaru, só mostra o que tenho dito, eles (os randoms) só servem para morrer e empatar, já que nem sequer para os zetsus eles ganham, que teoricamente foram criados para ser os inimigos dos randoms, o que é que fazem na guerra? Já agora essa parte serviu apenas para o outro confundir o Naruto com o Nawaki e para mostrar como o Shikamaru é um excelente estrategista e mostrar novamente a simpatia/esperança que todos têm pelo Naruto.

 

 

Para terminar em grande, depois de mostrar como Naruto é forte com todos esses clones, como é carismático ao ter todos os seu lado, porque não mostrar que além de forte e carismático também é um mulherengo? Só lhe faltava dizer que também era inteligente. No final, Naruto diz:

 

-Tudo ficará bem agora.

 

E pronto continua a saga do Naruto Arrogante, mostrando que só ele bastava para ganhar a todo o mundo e que Kakashi, Gaara e companhia não passam de randoms neste momento.

 

Alguém aqui acompanha wrestling, se sim, Naruto (personagem) está pior que o John Cena e o Randy Orton, e olhem que eles são bastante irritantes, com todas as suas vitórias. Se não acompanham, fazem bem, a única alegria que ainda há no wrestling é a luta do Undertaker na wrestlemanias.

 

 

12ºOne Piece:

 

One Piece só não está em último porque Naruto não tem para ninguém. Quando li este capítulo estava cheio de sono, até diria que essa seria a desculpa para não ter gostado do capítulo, mas o pior é que a seguir ainda tive coragem para ler Bakuman e apesar de mal foi muito mais interessante que One Piece.

 

Muitas das razões por este capítulo ter sido uma completa desgraça já falei nos capítulos anteriores, mas recapitulando:

1ºLuffy e água não combinam

2ºHody não presta

3ºOs filhos do Rei Neptuno são ainda piores

4ºSem Arlong

5ºSem Mugiwaras

6ºBarco gigante a destruir uma ilha

7ºTanta expectativa, para nada

8ºO cenário está bem confuso

 

E agora os que se juntaram:

9ºConfusão entre flashbacks e tempo real

10ºNão poder destruir o barco

11ºHody ainda esconde um segredo

 

Acredito que ainda me tenha esquecido de algumas coisas, mas nem me interessa, se um capítulo de Bakuman com o Nanamine interessou mais do que um capítulo de One Piece na luta contra o boss, só mostra o nível do capítulo e desta saga.

 

 

11ºEnigma:

 

Ao contrário dos dois anteriores vou ser rápido em Enigma, gostei do capítulo, mas a história está uma confusão sem sentido que acho que nem a autora sabe bem o que fazer. Só espero que salvem o Kiri rapidamente, se esse for realmente o plano, que derrotem o Cannibal e que autora termine o manga de uma vez.

 

E Enigma só tem 20 personagens, pouca coisa e pior que isso poucos se aproveitam. Já me esquecia, a autora de Enigma está a aprender com o Kishimoto, na página 17, o Sumio pensa para si próprio, “Eu vou conseguir superar isso tudo, porque eu sou Haiba Sumio”, pena que nunca mais some, piada sem graça.

 

O que falei foi somente sobre o capítulo 49, já li os dois seguintes, mas fica para a semana, de qualquer maneira confuso e previsível na mesma, apesar de mais interessante.

 

 

10ºBakuman:

 

Gostei do capítulo, ou melhor não foi mau, mas obviamente que por mais interessante que fosse não deixaria de ser mau, afinal este foi o final de um dos piores, senão mesmo o pior, arco de Bakuman. Para começar, é bem estúpida a primeira cena, está certo que ele tem de trabalhar duro, mas nem para perder algumas horas com o Natal e Passagem de Ano, não é como se ele estivesse mais de um mês a ler PCP e a pensar em PCP, nem o maior Otaku conseguia passar um mês seguido a pensar no seu manga favorito, acho eu, há malucos para tudo.

 

Outra parte que já irrita é o Hattori atrás do Azuma, acredito que isso não seja apenas a simpatia do Hattori por um velho de 50 anos, que dedicou a vida aos mangas, mas que não obteve sucesso, está mais para o Hattori antigamente ter crido ser mangaka, mas não ter jeito para isso e agora fazer o Azuma concretizar o seu sonho.

 

Pena que os únicos arrogantes em histórias que se dão mal são os vilões. E é verdade o Eiji ainda tem +Natural, que termine isso e comece o seu melhor manga da história. A Mihu deu o ar da sua graça neste capítulo. Todos estão dando o seu máximo para ficar entre os 3 primeiros e obviamente o Hiramaru continua a ser o que mais trabalha. Aoki tenta dar uma de editor para cima do Hiramaru, mas pelos vistos não deu resultado, mesmo ele ficando empolgado.

 

Antes de passar ao resultado, esperava que fosse mostrado essa técnica secreta, que é passada de geração em geração, mas que na teoria todos os mangakas deveriam conhecer. Não gostei de, “Foi um grande capítulo, mas não vocês não precisam saber”, por outro lado, serviu para não enrolar mais este arco, e se for por isso e não por os autores não saberem o que fazer, então ainda bem.

 

 

Sobre o resultado, há que ser dito, foi bem estúpido, Seigi no Mikata em primeiro, a sério? Nunca acreditei que isso fosse algo mais do que manga de meio de tabela, quanto mais roubar o primeiro lugar ao super capítulo de PCP, que ficou em segundo. Explicando, não é que não goste de Seigi no Mikata, pelo contrário, só acho difícil de engolir que se tornou num dos grandes da Jump de Bakuman, por mais que seja ficção, pelo menos um pouco de bom senso.

 

Surpresa, em terceiro ficou um one shot do Azuma-sensei, que serviu como tapa buraco pela ausência do manga do Hiramaru, que no final foi quem salvou novamente todo o mundo, a melhor parte do capítulo, sem dúvida. Mas o mais ridículo no meio disso tudo é Road Giri não ter ficado em os 3 primeiros, o manga com mais cara de Jump de todos os manga de Bakuman, está a ser tratado feito lixo, e o one shot do Nanamine na minha opinião teria sido melhor se ele tivesse ficado lá 10º, o one shot por mais bom que fosse não tem nada de Jump e teria destroçado o Nanamine, ao contrário do, foi por pouco.

 

Agora é esperar para que o Nanamine suma de uma vez, apesar de que me está a parecer que ainda vai haver um round 3, afinal como bem dizem os ditados, “Não há duas sem 3” e “Há 3ª é de vez”, só espero estar errado e que os autores sejam inteligentes, mas já provaram várias vezes que são capazes de cenas incríveis, mas também das maiores tristezas.

 

Concluindo o Hiramaru está para Bakuman, como o Beel está para Beelzebub.

 

 

9ºAo no Exorcist:

 

Capítulo bem desapontador, esperar um mês por 23 páginas em vez de 40 e um capítulo que apenas enrolou em vez de mostrar algo mais, a única palavra que encontro para descrever, é desapontador. Apesar de tudo não foi um mau capítulo, pena que agora é esperar mais um mês e esperar que venha um capítulo inteiro.

 

Esse é o grande problema de o manga ser mensal, enrola e já fica logo aquela sensação de um mês perdido.

 

 

8ºKurogane:

 

No capítulo anterior Kurogane tinha vindo com algo mais, neste desce um pouco, mas não chega a ser mau de todo, o problema nem foi o capítulo, mas os seus clichés e algumas coisas mudanças que deviam ter existido do one shot para o primeiro capítulo, com a fantasma que não está a servir para nada.

 

De resto, continue sem querer que seja cancelado e continua bem, mas tenho sempre de tocar num assunto de Hikaru no Go e na fantasma, é desnecessário, até porque um manga de desporto, tem de ser realista para ser bom, exemplo disso é Captain tsubasa ou Light Wing, e Kurogane está numa de ir para o impossível, como aquela cena com a mosca, ou a luta entre eles. E claro não há como não ver o protagonista vencendo o rival com o ataque perfeito, sendo controlado por um fantasma sem comparar com Hiakru no Go, onde aconteceu exactamente a mesma coisa, só que em vez de ser kendo era go.

 

Concluindo, estou a gostar da história, só acho que a fantasma é mais um defeito do que um ponto positivo e que Kurogane não se deve encostar em clichés.

 

 

7ºBleach:

 

Este ainda foi o melhorzinho dos últimos capítulos, sim teve a parte que estragou tudo com o Hitsugaya congelando o outro, numa maneira de fazer sentido eles terem ido lutar todos para dentro da PSP. Já a luta dos outros dois foi excelente, não que tenha sido algo de outro mundo, apenas aquele velho cliché de largar as armas e socar o adversário até cair.

 

É cliché? É, mas é um daqueles clichés que fica sempre bem quando usado. Pensar que este deve ter sido o duelo mais equilibrado de todos, imaginem então se ele tivesse recebido o poder inesgotável do Ichigo. Apesar de ser um bom capítulo, tudo continua a passo de caracol e está complicado de Tite Kubo acabar de vez com esta saga que não interessa a ninguém.

 

 

6ºBeelzebub:

 

Depois de um capítulo bem fraquinho e de um efeito bola de neve que já vem desde o final da luta contra o Toujou, o autor vem com um capítulo bom, que só não foi melhor, porque parte do capítulo foi a continuação do anterior. Resumindo na semana passada cheguei a comentar, que nem sequer uma pose do Beel para salvar o capítulo, neste o autor vem com uma luta entre ele a nova mascote, mas antes dessa luta épica, o resto.

 

Não estou minimamente interessado na luta entre o Oga e a Kunieda e me parece que a nova personagem não fará nada de importante, então realmente Beelzebub devia ter ficado em último na semana passada. Já a luta entre o Kanzaki e o outro estou interessado, só não gostei dele ter dito que perdia para o kanzaki, mas lá ver sempre apostei que ele era forte, o que é incrível é por mais que goste do personagem não consigo decorar o raio do nome dele, algo parecido com o outro de Bleach que lutou esta semana.

 

 

A luta do outro rei contra o seu subordinado interessa-me menos que a do Oga contra a Kunieda e essa cena de lhe esticar o cabelo foi a cena mais gay que o autor já fez em Beelzebub. A luta da parte feminina também não interessa, mas parece que o autor não vai dar muita atenção a elas. Sobre o Furuichi, sinceramente nunca fui grande fã do Furuichi, pelo menos na melhor parte de Beelzebub, mas actualmente, o Furuichi parece ser um dos poucos personagens que ainda mantém o nível da primeira parte de Beelzebub e por isso cada vez estou a gostar do personagem, além de que a sua parceria com o Adehaleon (ou alguma coisa parecida) funciona muito bem, lá ver o que saí do próximo capítulo.

 

Agora sobre o embate entre Beel e a mascote, só tenho uma palavra a dizer, genial. Porque apesar de eles terem lutado, o que realmente interessou foi a luta de fofura, o chute da mascote perdeu para o soco do Beel, a mascote revida com a sua arma secreta a cauda fofinha, mas é completamente destroçado com a pilinha do Beel. A falar a verdade, se o capítulo fosse apenas isso, ele ficava em primeiro, é bom saber que o autor ainda tem flashs de genialidade, pena serem poucos.

 

 

5ºReborn:

 

Em Bakuman eu gostei do capítulo, por causa do estilo Bakuman, já o capítulo foi fraco. Em Reborn é precisamente o contrário, o capítulo foi bom, mas o facto de Reborn ser Reborn só estraga o capítulo. Explicando foi um bom capítulo, mas não dá para ler um capítulo, onde o protagonista se surpreende a cada duas páginas, onde o vilão fala com inhos e a autora inventa mais bugigangas apenas porque sim.

 

Se há coisa que o meio e fim de sagas de Reborn é melhor que o seu inicio é o Tsuna, porque no meio ele já está a aceitar e no fim já é o protagonista overpower, já os inícios de saga são interessantes, mas o Tsuna consegue irritar qualquer um, pena que de interessante só o inicio, mas lá ver com esta saga corre, diga-se é bem complicado estragar uma saga tão aguardada, mas se o Oda conseguiu porque ela não conseguirá.

 

Sobre o vilão, ou ajudante de vilão, continuou a dizer que gostei dele e daquela cena de escrever tudo no braço e até gostei de terminar todas as suas palavras em inhos, mas chega uma altura que cansa e o discurso foi longo. Sobre as bugigangas, não chegava já o que havia ainda foi preciso ir criar mais relógios, isso está igual a torneios, sempre a mesma coisa, torneios e bugigangas para criar novas artimanhas sem nexo para tornar a saga mais interessante, quando melhor mesmo era não ter nada disso e se focar no que realmente importa os Arcobalenos.

 

Como já era meio esperado, não vai ser apenas um representante, mas sim 7, ou seja uma família, gostei da ideia, apesar de isso já estar meio obvio, principalmente pela Varia e a Shimon, agora lá ver se corre melhor do que todos os torneios anteriores. Por causa dessa cena de família fiquei meio em dúvida sobre o Fon, mas ainda espero que seja o homem da loja de ramen.

 

 

4ºMágico:

 

Sim, isso mesmo, Mágico, o capítulo em si não foi melhor do que o da semana passada, mas manteve o ar de Mágico e parece que o autor se apercebeu que ainda não morreu, agora lá ver se recupera e continua com esse ar de Mágico e segue em vários outros arcos.

 

O único problema de Mágico é a teimosia do autor de fazer arcos longos, que pode jogar contra a obra, já se viu no anterior, que um mau arco pode arruinar tudo e apesar deste arco estar bom, se alongar-se muito pode arruinar tudo e ter de volta à estaca zero e a Jump não dá assim tantas hipóteses.

 

 

3ºFairy Tail:

Excelente capítulo, mas previsível, como disse num comentário na semana passada. O rapaz era mesmo o Romeo e mantenho o que disse num outro comentário, passado 7 anos ainda é uma criança, de qualquer forma há tantos personagens em que a aparência não combina com a idade que nem vou criticar.

 

Já os outros personagens, gostei de ver as diferenças e olhando para quem sobrou realmente faz sentido eles terem perdido não só estatuto de uma grande guilda, como a maior de Magnolia. O capítulo em sim andou bem devagar, tipo primeiro capítulo, pena que este capítulo não teve tantas páginas como os normais primeiros capítulos.

 

 

A melhor parte do capítulo foi sem dúvida, quando o Sketch Book abre e saem alguns esboços dos membros desaparecidos da Fairy Tail, como a imagem acima, são momentos como esses que fizeram Fairy Tail popular, esses momentos divertidos dentro da guilda, não as lutas sem noção que o autor cria, ou o exagero do fanservice.

 

No final, a guilda, Blue Pegasus, chega com as boas noticias, ou más, nem sei, desapontantes se calhar seria a palavra certa. Como era previsto, eles estão vivos e agora devem regressar à ilha, sinceramente só espero que eles voltem 7 anos mais velhos e não que tenha acontecido alguma viagem no tempo sem noção e que tenham a mesma aparência, isso iria diminuir um pouco o desapontamento. De qualquer forma é esperar para ver no próximo capítulo, mas quero vê-los mais velhos.

 

 

2ºToriko:

 

Finalmente Toriko volta aos eixos, depois de vários capítulos maus ou medianos, Shimabukuro volta a mostrar o ar de Toriko e faz um capítulo sem grande coisa ser excelente. Pouco aconteceu, mas serviu como aperitivo para um possível excelente arco.

 

Gostei do Meteoro Alho, mais uma alimento meio excêntrico, mas bem feito. A cidade dá a Toriko um ar mais sombrio, bem parecido com Hunter x Hunter, gostei da ideia do casino ser nessa cidade, faz sentido um casino ser numa cidade ilegal. A segunda melhor parte do capítulo foi o Toriko a fazer aquela cara de menininha apaixonada, quando soube que pessoas queriam lutar com ele, realmente é verdade que no manga poucas vezes á combates corpo a corpo, até porque são poucos os que conseguem enfrentar Toriko.

 

Apesar de ter gostado da cidade, nada a ver aquele mercado, a sério, por mais bom que fosse uma comida eu não pagaria para comer e depois morrer, nem por God. Parece que o Match vai fazer uma participação especial neste arco. Por fim, a melhor parte do capítulo, o Casino Gourmet, espectáculo, super bem desenhado e impactante, tudo feito para o Menu 13 ser um dos melhores arcos do manga.

 

Por aquelas últimas palavras do capítulo, parece que o Komatsu descobrirá o seu novo talento, a sorte.

 

 

1ºHunter x Hunter:

 

A primeira página do capítulo é a coisa mais bizarra do mundo, só mesmo o Togashi para fazer animais fofinhos tão bizarros. Mas pior que os animais, só mesmo os membros do Zodíaco, que mudaram as suas aparências para se parecerem mais com o animal do seu signo, à excepção do Gin e o Rato. Pessoal gosto mais do Zodíaco Ocidental do que o Chinês ou Oriental, na sua maioria pelo facto do Ocidental ser mais equilibrado, ao contrário do Chinês que de um lado tem o dragão e o tigre e do outro o rato e o galo.

 

Resumindo o Togashi continua com a sua bizarrize, mesmo quando não é preciso, o capítulo desta semana consegue ser mais bizarro de que algumas coisas do final do anterior. Gin finalmente aparece e lá ver se desta vez para durar e assume-se como um dos candidatos ao cargo, apesar de que isso não quer dizer nada já que no final “Todos os eleitores são candidatos”.

 

Curioso para ver quem será eleito, apesar de não acreditar que seja nenhum dos membros do Zodíaco, mas também não vejo mais ninguém para assumir o cargo.

 

 

Ranking:

1ºHunter x Hunter 319
2ºToriko 160
3ºFairy Tail 254
4ºMágico 29
5ºReborn 356
6ºBeelzebub 127
7ºBleach  467
8ºKurogane 3
9ºAo no Exorcist 28
10ºBakuman 149
11ºEnigma 49
12ºOne Piece 641
13ºNaruto 558

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub