Opinião Semanal 74 - Felina

 

Antes de mais peço desculpa pelo atraso, novamente, mas neste final/início de semana não tive disposição para escrever. O título da semana é mais uma vez referente a um episódio de Breaking Bad, no caso o episódio final e o facto de ter colocado o título do último e não do penúltimo episódio da série é porque deixarei de comentar sobre as séries neste espaço, pensava que dava, mas mesmo que fizesse apenas um comentário rápido ainda daria bastante trabalho e iria acabar infelizmente atrasando tudo, como atrasou esta semana.

 

Mas não entendam isso como se fosse deixar de comentar sobre as séries, apenas o irei fazer de outra forma e não semanalmente, série a série, até porque mangas é muito mais fácil de comentar do que as séries. Irei fazer comentários esporádicos sobre as séries que mais acho pertinentes e entre outras ideias que me possam surgir. No que diz respeito a filmes, ainda estou em dúvida, se faço logo uma análise mais bonita e fechada ou se faço um post englobando vários filmes.

 

Por fim, antes de passar à Opinião Semanal em si, os elogios a Breaking Bad continuam a ser poucos para o que a série fez no seu final, Felina não foi tão poderoso quando Ozymandias (e nem podia ser), mas fechou totalmente a história do simples professor de química que se tornou num barão da droga e caiu até ao fundo do poço. Ainda esta semana irei fazer um post sobre o episódio, só não tenho a certeza quando irá sair. Sobre Dexter, que se mantivesse o planeado teria o seu episódio final comentado esta semana no post, só tenho a dizer que vai ter o que merece, o esquecimento, apesar de que espero conseguir lançar um post sobre a série como um todo.

 

Esta semana muito poucos mangas, apenas 6 e com isso um post pequeno, nas próximas semanas a princípio começara a aumentar, estou a pensar em voltar a ler mais alguns mangas.

 

6ºFairy Tail 353 (Bom):

 

Um bom capítulo, que deixa algumas perguntas no ar que podem influenciar o manga caso o Mashima queira finalizar o manga num futuro próximo. Só fiquei meio desiludido com a maneira simples como o actual arco terminou, um final meio abrupto para uma história que até tinha algum potencial, de qualquer maneira serviu para apresentar o mago que congelou o reino dos gigantes e tecnicamente continuar o arco, mesmo fechando a história da vila congelada. Esperando que o manga mantenha o actual nível.

 

5ºKuroko no Basket 230 (Bom):

 

Mais um capítulo de transição e mais um bom capítulo, no próximo Kuroko no Basket recebe páginas coloridas de abertura, o que significa que o jogo finalmente irá começar, estou curioso até comigo mesmo para saber como irei rankear e como será acompanhar um jogo semanalmente, já li vários mangas de desporto, mas se não estou em erro este é o primeiro grande jogo que leio semanalmente, vamos ver o quão diferente é de se ler tudo de uma vez. Espero que o Akashi e o seu exagero não estrague tudo e que venha o jogo.

 

Kuroko tem uma excelente arte (para a Jump pelo menos), mas perde-se totalmente no design dos personagens, principalmente no que diz respeito aos randoms (leia-se todos os que não pertencem à Geração dos Milagres), isto para dizer que aquela sequência inicial teria sido genial caso os personagens conseguissem render um maior carisma e também que se conseguisse distinguir quem é quem. Era excelente se o autor no seu próximo manga tentasse mudar isso, porque se melhorasse nesse aspecto poderia muito bem criar um manga ainda melhor que Kuroko.

 

E já me esquecia (mais uma vez), o autor está a fazer tanto mistério em volta do 5º elemento da equipa do Akashi que estou com a impressão que quando chegar a altura ou será a salvação deste jogo ou será uma enorme desilusão. Mas esperar para ver.

 

4ºBirdmen 1-3 (Bom):

 

Sobre os dois primeiros comentei aqui, no post sobre as primeiras impressões, já neste post irei focar principalmente no terceiro capítulo, mas também na série como um todo. Como comentei anteriormente a série está num ritmo lento, bem lento, e isso é bom a longo prazo, mas nesta fase inicial está-me a matar completamente este desenvolvimento a passo de caracol, principalmente quando estou cada vez menos ligado para mangas e a minha paciência por consequência é menor. Seja como for o manga continua a dar boas impressões e o final do terceiro capítulo já andou alguma coisa, abrindo espaço para muitas alternativas interessantes.

 

Os personagens continuam bem clichés, mas uma boa história pode mudar facilmente a maneira como vejo os personagens, da mesma maneira como aconteceu com Kekkaishi. Mudança essa que pode vir a partir da inserção das asas nos 4 personagens em vez de ser apenas no Birdmen, não estava à espera e foi uma surpresa muito bem-vinda, que pode aumentar muito a qualidade do manga, comparado com o que pensava que iria ser. Pelo menos agora deixou-me bem curioso sobre o que está por vir.

 

3ºNaruto 648 (Bom):

 

A parte que menos gostei no capítulo anterior (algo que frisei pelo ponto de continuar sem entender o motivo para os randoms estarem ainda na guerra, ou de se quer terem lá ido) foi o discurso do primeiro Hokage, como os próprios ninjas mencionam foi bem arrogante da parte do hokage (que já está morto) pedir aos fracos (mas vivos) para lutarem uma luta inútil. E não é que este capítulo de Naruto praticamente se baseou nessa premissa? Não é surpresa portanto comentar que não gostei do capítulo.

 

Juntando a isso outros vários pequenos defeitos de Naruto, tornaram o que podia ser mais um excelente capítulo em apenas um capítulo bom, sendo simpático. Novamente toco no assunto da comédia, desta vez referente à personalidade do primeiro Hokage, a sério essa personalidade infantil do personagem está a se tornar cada vez mais irritante, custa muito ter um personagem sério no poder? Acho que não, até porque o segundo Hokage está aí para isso.

 

Por fim, mais uma vez, se os randoms estão na guerra apenas para fazer número que pelo menos os usem para isso, páginas duplas são feitas para criar impacto no leitor e mais uma vez a página dupla final não me criou nenhum impacto (algo bastante recorrente no manga, nem na semana passada me empolgou realmente e adorei a sequencia). A sério Kishimoto, custa muito fazer um quadro grande focando em toda a aliança ninja? Em vez de quadro minúsculo focando apenas nos actuais hokages, para quê ter ali os randoms se nem para fazer de nº servem?

 

Apesar das críticas e de não ter gostado do capítulo, foi um bom capítulo, uma boa ideia, pena é a execução, que continua a ser o pior defeito desta guerra.

 

2ºToriko 251 (Muito Bom):

 

Algo que acho que nunca comentei anteriormente e que me lembrei ao ler este capítulo é a maneira como o Shimabukuro cria o design dos seus flashbacks, o habitual é o fundo preto, já em Toriko o Shimabukuro inova (pelo menos agora não me lembro de nenhum outro manga que o tenha feito) com os quadros sem cantos. É uma pequena mudança, sem grande efeito na qualidade do manga em si, mas é um pormenor interessante para o manga se destacar da concorrência, o que independentemente de tudo o resto sempre é um bom sinal.

 

Sobre o flashback, gostei das versões jovens do Ichiryuu e do Jirou, já o Midora está estranho e a Frohze e o Acacia continuam muito simples para os papéis que desempenham no manga, afinal eles são o topo da hierarquia de Toriko e não passam de todo essa ideia. Falta aquele exagero típico de Toriko que só com uma aparição já mostra um carisma extraordinário, só pensar no Zebra, Starjun, Midora adulto ou até mesmo no Buranchi, personagens que na sua primeira aparição já mostravam um enorme carisma. O Acacia pareceu bem normal e a Frohze continua estranha, mas nesse caso acho que é o problema do Shimabukuro em desenhar mulheres. Para terminar esta parte dos personagens, foi interessante ver a relação entre os 3 discípulos, mas o Midora criança continua muito estranho. E já agora todos os personagens em Toriko são órfãos?

 

O final do capítulo me deixou em dúvidas se será um flashback comprido ou um flashback curto. Explicando, será que o Shimabukuro ficará por aqui (mais ou dois capítulos no máximo) ou será que vai aproveitar que já parrou o manga mesmo para alongar não apenas a história do Ichiryuu e do Midora, mas também do Acacia? Por mais que queira saber sobre o passado, não acho de todo que esta seja a melhor altura para isso, mas esperando pelo próximo capítulo para ter uma melhor noção.

 

1ºOne Piece 722 (Excelente):

 

Alguém também pensou no Toon World (de Yu-Gi-Oh) ao ver a capa do capítulo desta semana? Como já tinha dito anteriormente a história de capas voltou a ganhar algum destaque e estou curioso para saber o desfecho da história do Caribou e como isso poderá influenciar a história principal do manga.

 

A Rebbeca continua-me a irritar com todo aquele beicinho, como a personagem melhoraria a 1000% (o zero a mais foi de propósito) caso chegasse à arena e mandasse calar todo o mundo com uma vitória tão estrondosa quanto o Burguess no primeiro bloco, mas claro isto é One Piece e ela é a donzela em perigo, tanto que se ganhasse eu acharia incoerente pela força que ela mostrou até ao momento, ou seja nenhuma. Alguém que melhorou muito neste capítulo foi o Cavendish, pela primeira vez no manga o personagem pareceu ter algum futuro e nem foi preciso muita coisa, apenas um pormenor, ficar afastado do Luffy, apesar disso a frase do Luffy resume na perfeição o que acho do personagem: “Você não é tão ruim assim, mas ainda assim eu te odeio”. Ok, não chego a odiar, mas de resto estou totalmente de acordo com o Luffy.

 

O Oda voltou a mudar de foco, pessoalmente acho que deveria ter feito antes de ter mostrado o passado da Rebbeca, já que agora corta o bloco ao meio para mudar de foco, mas foi uma mudança bem-vinda, já que o Oda não se pode esquecer do resto da história, que está bem mais interessante que o torneio. Primeiro fomos para os campos floridos de Dessrosa, apenas para uma passagem rápida e saber que os ataques estão próximos, apesar do torneio não estar excelente como esperava ainda continuo na torcida que não seja interrompido. O que o Oda podia deixar de lado é o Ussop e as suas tentativas de fuga, só desculpo se no futuro ele acabar tendo a possibilidade de fugir e decidir ficar para fazer o papel de herói, saudades do Sogeking.

 

 

Mais uma piada envolvendo o grande sentido de orientação do Zorro e como sempre bem conseguida, mas o mais importante a tirar da conversa entre ele e o anão é sobre os 3 personagens principais do exército do Flamingo, quero ver esse Pica, que sendo do naipe de espadas deve ser de longe o mais forte e se o Oda voltar aos bons tempos das batalhas 1x1 vai ser o adversário do Zorro. Do encontro entre esse grupo e do Sanji apenas saiu a informação de que o navio tinha sido sequestrado, algo que viria a dar a um dos melhores momentos do capítulo.

 

O Brook sempre foi o personagem com menos destaque do grupo, até porque dentro outros motivos é o mais recente mugiwara e entrou numa altura péssima, mal entrou e o grupo foi separado, esperava que ele tivesse tido destaque na ilha dos tritões ou em Punk Hazard, mas não aconteceu (como de modo geral nada de bom aconteceu nesses dois arcos), mas parece que finalmente Brook teve o seu momento, foi rápido, mas sempre é alguma coisa. E se o Brook tiver mais destaque como o Soul King ainda melhor. One Piece é um manga bizarro, mas a Jora ganha destaque em futuras listas sobre os momentos e akumas no mis mais bizarras do manga, e que venha mais bizarros destes.

 

Se One Piece não fosse um manga mas sim uma série live-action diria que o actor que faria de Law tinha feito muita merda nos bastidores, porque só isso explicaria essa discrepância na aposta do personagem, não sendo nem sei o que passou pela cabeça do Oda para destruir completamente um dos personagens mais populares do manga. E com isto não quero dizer que não faça sentido, bem pelo contrário faz, mas é estranho ver o Law todo cheio de moral há 30 capítulos atrás e agora completamente derrotado no chão como se fosse um mero personagem secundário. Mas também quem manda sequer pensar que pode vencer o Flamingo, claro que vai perder feio, é que nem o Almirante era necessário.

 

 

Flamingo esse é que continua a crescer a olhos vistos e a todos os níveis, começo a temer o desfecho do arco, porque o Flamingo está com tanta moral que até chega a ser estranho pensar no Luffy conseguir derrota-lo. O Luffy já derrotou muitos adversários mais fortes que ele, mas nesses casos o adversário ou era arrogante ou não era lá muito inteligente, no caso do Flamingo, ele é sim arrogante, mas nunca despreza o seu adversário (tanto que tem lidado com o Law com cuidado), é de longe o mais forte adversário do Luffy, não apenas em força, mas principalmente em inteligência.

 

Ainda há muitas coisas que o Oda terá de responder, tanto sobre o Flamingo como também sobre o século perdido, mas foi bom a menção neste capítulo e voltam as teorias sobre esse passado escondido de One Piece e que de modo geral são o maior mistério do manga. O Oda confirmou que Flamingo é um Tenryuubito e agora torna toda esta saga ainda mais importante, o Luffy já socou um tenryuubito antes, mas com o seu desaparecimento no mesmo dia, o efeito acabou diminuindo ao longo dos últimos dois anos, mas no final da saga com o Luffy saindo por cima o bando deve aumentar bem consideravelmente a sua recompensa subindo ao estatuto perfeito para ir de frente como qualquer outra tripulação pirata do Novo Mundo e é exactamente isto que One Piece precisava para começar o Novo Mundo em grande, pena é ter-se de ter passado pela ilha dos tritões e por Punk Hazard primeiro.

 

publicado por Dark-Fenix às 18:26