Primeiras Impressões: Himedol!!

 

Vencedor da Golden Future Cup de 2012, nessa altura ainda com o nome de Afterschool Idol, agora sendo serializado na Jump, felizmente não foi preciso esperar tanto quanto Hungry Joker. Sobre a mudança de nome não tenho muito o que dizer, não mudou para pior nem para melhor, apenas mudou, na verdade praticamente todas as mudanças do one shot para o primeiro capítulo seguiram bastante essa ideia, apenas mudaram, para pior ou melhor depende da perspectiva, mas principalmente da boa vontade de ver um manga praticamente igual a Nisekoi.

 

O background mudou, enquanto no one shot os personagens estavam numa escola normal, nesta versão é uma escola bem ao estilo de Shokugeki no Souma, só que em vez de ser apenas comida, tem vários departamentos, incluindo Idol’s e Estética, os dois principais. Por um lado uma escola gigante como essa faz mais sentido para a história do que propriamente numa escola pública, mas por outro lado muitas vezes menos é mais e trabalhar como algo de menor plano torna mais fácil conseguir criar algo bem feito, principalmente quando duvido que o manga trabalhe vários personagens ao mesmo tempo.

 

A arte do manga é boa, mas infelizmente é aquela arte padrão de mangas shounen, dito isso é muito provável que o autor de Hime-Dol tenha se influenciado no traço do Yasuhiro Kano (autor de Harisugawa, Pretty Face e Mx0), já que o protagonista e a personagem de cabelos pretos que aparece no final são iguaizinhos aos habituais personagens nos mangas do Kano. Não entendam como crítica, desde que não chegue ao ponto de ser plágio, acho bastante interessante ver um mangaka ter a sua arte influenciada por outro, mas claro apenas no começo de carreira.

 

Ao contrário de Smoky BB, Hime-dol tem um primeiro capítulo que basicamente segue todas as regras clichés que se pede num primeiro capítulo, mesmo se não tivesse lido o one shot já saberia exactamente como tudo se iria desenvolver na história. Claro que seguir os clichés não é a melhor solução, mas sempre é melhor do que tentar fugir dos clichés, como Smoky BB, e no final acabar caindo no dobro dos clichés que teria se tivesse seguido as regras. Resumindo, o primeiro capítulo de Hime-Dol foi 100% cliché, mas pelo menos a partir do segundo capítulo já poderá seguir a história como o mangaka quer, porque apesar de tudo fez tudo como mandam as regras e apresentou o que tinha a apresentar. Já Smoky BB fugiu do que deveria fazer e assinou a sua sentença de morte no primeiro capítulo.

 

De modo geral gostei das alterações feitas do one shot para a versão serializada, porque um dos maiores defeitos de Afterschool Idol era ser um bom one shot, mas que dificilmente daria para funcionar como série, estas mudanças abrem mais possibilidades para um futuro mais longo para o manga. O único defeito são as enormes parecenças entre Hime-Dol e Nisekoi, a começar por tanto um como o outro nunca deveriam ter sido mais do que um one shot, principalmente Nisekoi, além disso mantiveram a essência do one shot, mesmo mudando bastante entre as duas versões e também os dois adicionaram uma nova personagem para criar um triângulo amoroso, havendo também uma história de amor na juventude.

 

Hime-Dol não esteve mal, sem contar com Jaco até ao momento considero a melhor estreia deste ano na Shonen Jump (não que isso seja um grande feito), mas o primeiro capítulo é 100% cliché e tem muitas parecenças com Nisekoi, algo que lhe pode custar caro, ainda para mais agora que Nisekoi irá ganhar anime. Fora que se conseguir-se manter estável na Jump mais tarde ou mais cedo se irá tornar igual a Nisekoi, enrolando e sem sair do sítio, pelo menos o objectivo em Hime-dol é mais geral do que em Nisekoi, logo não terá tanta pressão nesse aspecto.

 

O Melhor: A maioria das mudanças efectuadas, um manga que aparenta não querer ser mais do que é e não se apoiar em fanservice para ganhar público (até nisto é parecido com Nisekoi).

 

O Pior: Parecenças com Nisekoi, destacando o triângulo amoroso e a falta de rumo típico de comédias românticas.

 

Nota final: Irei continuar a ler, mas ao primeiro sinal que a coisa não saía do lugar deixarei em pausa, para quem sabe um dia voltar a ler, ou não.

publicado por Dark-Fenix às 19:56